Mostrar Mensagens

Esta secção permite-lhe ver todas as mensagens colocadas por este membro. De realçar que apenas pode ver as mensagens colocadas em zonas em que você tem acesso.


Mensagens - HMartinho

Páginas: 1 2 [3]
31
Cuidados Gerais / Re: Pneumonia bacteriana
« em: Dezembro 05, 2010, 22:14:56 »
Sim só fez o rx. análises, gasometria nem vê-las. O nosso principal medo é esse, nas ultimas análises de rotina que fez tinha os leucócitos muito baixos mesmo. A médica de família até mandou-lhe fazer exames para ver porque tinha os leucócitos tão baixos mas os exames estavam todos bem, só lhe disse que deveria ter cuidados redobrados quando ficasse doente. Desculpem o desabafo mas torna-se impossível nós irmos ao Hospital de hoje em dia. Eu próprio já tive de recorrer várias vezes ao serviço de urgência e vejo a falta de interesse que os médicos demonstram para os doentes, desvalorizam os sintomas. Para eles as coisas só são graves quando vêm a VMER entrar pela porta dentro com o doente todo cheio de sangue. Assim torna-se impossível confiarmos no SNS e depois mesmo que nós façamos queixa, ninguém vai ligar ao caso. É sempre assim e os doentes é que sofrem...

32
Cuidados Gerais / Re: Pneumonia bacteriana
« em: Dezembro 05, 2010, 20:15:25 »
Eu sou de perto de Alcobaça, distrito de Leiria

33
Cuidados Gerais / Pneumonia bacteriana
« em: Dezembro 05, 2010, 19:14:07 »
Boa noite
Como já disse anteriormente não sou enfermeiro nem profissional de saúde e desde já peço desculpa se não estou na sala correcta mas este fórum parece ser o meu último recurso.
O meu pai está à 4 dias cheio de febre, sempre na volta dos 38,5/39,5 ºC, mesmo a tomar antipiréticos intervalados de 4 em 4 horas e hoje telefonou para a linha de saúde e o enfermeiro que lhe atendeu, recomendou-lhe medidas para baixar a temperatura e daí a uma hora ligou para minha casa e após várias perguntas sobre a sua sintomatologia, aconselhou-o a dirigir-se ao serviço de urgência e ser visto pelo médico devido a poder estar com pneumonia.
Acontece que após ser visto pela médica e ter feito um raio-x ao toráx confirmou-se a pneumonia mas a médica mandou-o para casa! É bom referir que o meu pai tem a pulsação muito elevada, respira muito rápido e tem um "ciclo" respiratório muito curto e treme por todos os lados e mesmo assim a médica mandou-o para casa. receitou-lhe dois antibióticos e um novo antipirético e mais nada. Acontece que nos estamos muito assustados, nunca o vimos assim, agora os hospitais mais parecem uma morgue, os médicos não respeitam os doentes e a carência de enfermeiros não dá para ter um serviço com qualidade. Mete-me muitos nervos como é que mandam uma pessoa para casa com uma pneumonia e que ainda por cima mal consegue falar e respirar. A minha mãe tem de ir trabalhar e eu tenho de ir para a escola, o meu pai vai ficar sozinho em casa e nós vamos estar sempre com ansiedade que alguma coisa possa lhe acontecer. Por favor, será que me podem ajudar a dizer o que devemos fazer? Será que devemos de procurar outro hospital? Por favor, nós estamos mesmo muito preocupados, não é preciso ser médico nem enfermeiro para saber que uma pneuminia bacteriana pode ser muito perigosa!
Desde já muito obrigado pelas futuras respostas e pela atenção dada.

34
Alguém me esclareça uma coisa, a aprovação deste plano significa retirar os enfermeiros da emergência pré-hospitalar? significa retirar os enfermeiros das SIV e das VMER? É que se assim for, este plano não passa de algo "criminoso" para com os portugueses. Acho que está na altura do governo parar de fazer dos portugueses umas simples "marionetas" que podem manipular sempre que querem. Acabar com os enfermeiros no pré-hospitalar é algo estúpido e pouco inteligente e pode colocar em risco os doentes críticos. Quando é que este ministério da saúde (que mais parece o ministério da doença) entende que há lugar para todos na emergência pré-hospitalar? TAT, TAS, TAE, enfermeiros, médicos, psicólogos, TOTE/OPCEM, e até para os TEPH (com alguns ajustes nas suas competências claro). Não sou enfermeiro nem médico no entanto, sempre fui apologista do alargamento da rede das SIV e das VMER (estas tripuladas pelo enfermeiro e pelo TEPH e no caso VMER, por um enfermeiro e por um médico) e, acho que os bombeiros, nomeadamente os TAS em absoluta situação de emergência, quando a VMER, a SIV e o hospital mais próximo ficam a distâncias que podem agravar ainda mais a situação clínica da vítima, acho que os TAS/TEPH poderiam intubar, administrar fármacos de emergência etc. Posso relatar que, aqui à tempo, na aula de educação física tive uma crise de asma de tal intensidade que a bombeira pediu repetidas vezes apoio à VMER, pois eu já estava mais para o lado de lá do que para o lado de cá, com a saturação a 70% e esta encontrava-se inoperacional por falta de médico e a SIV mais próxima ficava a mais de 40 km. Ela não encontrou alternativa senão pedir ao motorista que ligasse as sirenes e que pregasse a fundo. Ora se ela pudesse administrar um salbutamol ou algo parecido, talvez tudo tivesse sido mais simples e o transporte feito de um modo mais "calmo". Assim, acho que em situações de absoluta emergência e com autorização do médico/enfermeiro do CODU, os TAS possam efectuar algumas manobras ditas médicas/enfermagem, mas NUNCA fazer disso o seu dia-a-dia nem retirar os enfermeiros da emergência pré-hospitalar.
Caso a aprovação desse plano signifique o afastamento dos enfermeiros da emergência pré-hospitalar ou colocar as SIV apenas tripuladas por TEPH, então só acho que vocês enfermeiros, deviam paralisar Portugal, fazerem greves, o povo devia de se juntar aos enfermeiros e boicotar as entradas nos centros de saúde, porque neste país, infelizmente o governo do José "trocaste" anda a declarar guerra aberta com os enfermeiros e isso, a meu ver, não passa de uma atitude burra, pouco ética, estúpida e sobretudo, ilegal. Já está mais que provado que os sistemas de saúde (incluindo a emergência pré-hospitalar) sem enfermeiros, ou não funciona, ou diminui drasticamente a qualidade.

35
Bem antes demais, quero dizer que não sou médico nem enfermeiro, sou apenas um cidadão que quer aqui deixar a sua opinião e que, enquanto li esta crónica deste senhor "doutorzeco" com a mania que é superior aos outros e de nariz empinado, deu-me aqui uma taquicardia, que estava a ver que não conseguia acabar de ler este documento, onde eu  nunca vi tanta barbaridade junta e tanto insulto aos enfermeiros que deveriam de receber o máximo respeito por parte de todos nós, pois enfermeiro= anjo da vida.
Meus "caros" doutores, vocês acham que lá por terem um papel na mão e poderem escrever amoxicilina 500 mg de 8 em 8 horas e por terem estudado 6 anos os torna senhores do mundo e detentores de todo o conhecimento acerca das diversas coisas ligadas à saúde? Bem, nos Estados Unidos os médicos estudam 4 anos na universidade (não 6 como em Portugal) e depois vão estagiar para os hospitais e sabem muito mais que muitos dos nossos médicos portugueses, e pelo menos SABEM RESPEITAR OS ENFERMEIROS, coisa que 99,9 % dos médicos portugueses não o sabem. Vocês por acaso acham que conseguiriam triar melhor do que os enfermeiros? coitadinhos realmente sinceridade e humildade é coisa que vocês caros doutores, estão a anos luz de conseguir atingir! AH é verdade, a pedra que têm no lugar do coração e a ervilha que têm no lugar do cérebro, impossibilita-os de conseguirem atingir tal coisa.
Mas reparem, quem é passa  mais tempo ao lado dos doentes? quem é que reconhece se a terapêutica está a sortir efeito ou a provocar efeitos indesejáveis? Quem é que são os primeiros a reconhecer os sintomas de risco, incluindo a dor, para que caso necessário, avisarem os médicos? AH pois é, são os enfermeiros, logo eles são profissionais mais do que capacitados para realizarem a triagem. Agora médicos, tempo gasto com os doentes ou a acompanhar os doentes=muito pouco, humildade=pontos negativos, sinceridade= ui isso nem se fala ,"o que é isso"? capacidade de autocrítica= "nunca ouvi falar nisso", apatia e desinteresse pelo doente= 100% bem e é melhor ficar por aqui, porque senão ficava aqui a noite toda. O sistema de triagem de Manchester tem falhas? Sim claro que tem, assim como qualquer sistema feito pelo Homem, mas isso não significa que os enfermeiros não sejam capacitados para o fazer, mas também vejamos nos Estados Unidos a triagem é única e exclusivamente realizada por enfermeiros, na Inglaterra igual e quem dera a Portugal ter um sistema de saúde igual à da Inglaterra, no entanto temos de ver uma coisa, nos EUA, um enfermeiro na triagem avalia, faz a anamnese do paciente, avalia e regista sinais vitais, prescreve ECG, hemograma, bioquímica, enzimas cardíacas (entre outras análises clínicas), RX-toráx (entre outros RX), entre outros exames complementares "simples", o que é uma ferramenta importantíssima para saber distinguir uma dor num braço derivado de um problema "ortopédico", de um enfarte, mas cá, se um enfermeiro da triagem prescrever um ECG sem autorização do médico, lá tem o senhor doutor de meia tigela do serviço de urgência à perna, a chatear-lhe o juízo com aquelas balelas que já ninguém tem paciência de ouvir. Vou só deixar aqui um pequeno exemplo: conheci uma senhora que, após começar a sentir vómitos e uma dor forte no peito, dirigiu-se imediatamente ao Hospital, onde a enfª na triagem lhe atribuiu a pulseira laranja e a médica que a atendeu (a minha ex-médica de família) receitou-lhe paracetamol para as dores e deu-lhe alta. No caminho de casa, entrou em paragem cardiorrespiratória, só não morreu porque os bombeiros e a VMER prestaram um atendimento super rápido. Pois é meu "caro" doutor de coimbra que ainda por cima diz que é professor, os médicos não são nenhumas enciclopédias ambulantes, são humanos (alguns, porque outros, até um extraterrestre e  o meu rato de estimação têm melhor personalidade), assim como os enfermeiros também erram, só que o senhor, deve de ter tido um episódio de amnésia enquanto escrevia essa crónica insultuosa perante os conhecimentos técnico-científicos dos enfermeiros, e esqueceu-se de referir a quantidade de pessoas que morrem nas urgências com pulseiras laranjas ou amarelas por esperarem horas a fio que um médico deixe a "converseta" e o cafézinho e se digne a ir consultá-la. Sim, porque eu sempre que vou a um hospital vejo enfermeiros e auxiliares, numa grande correria de um lado para o outro a tratar dos doentes, e os médicos, a "cafeínar" e a conversar no bar do hospital enquanto a sala de espera entope com tantos doentes. AH e por falar em cafeinar e bar, vá lá meus caros doutores, confessem que lá no fundo querem que sejam os enfermeiros a triar, é porque assim é menos trabalho para vocês e mais umas horinhas que podem "cafeínar" e pôr a conversa em dia... De facto deviam de ter vergonha, andam os portugueses a pagar balúrdios de impostos para o estado pagar fortunas aos médicos e estes passarem a vida sem fazer nenhum! Realmente a overdose de cafeína deve de afectar a vossa capacidade de raciocínio e espírito crítico... Ainda bem que no Hospital quem acompanha e quem cuida do doente é o enfermeiro, porque se fosse os médicos, mais de metade dos doentes morriam da cura, ou de tédio (pela enorme apatia e pela falta de humanismo que so médicos demonstram) ou com um choque anafilático (sim porque o egocentrismo espalhado pelos médicos tem propriedades alergénicas).
É por estas atitudes que cada vez mais os médicos demonstram, que eu tenho muito mais confiança num enfermeiro do que num médico, aliás sempre que eu tenho alguma dúvida sobre saúde, eu procuro esclarece-la sempre com um enfermeiro!
Posso também dizer que, numa das vezes que tive internado, vi uma situação que me deixou pensativo: Uma senhora já idosa, veio ao hospital acompanhada pela enfermeira do lar onde se encontrava, e quando a enfermeira lhe disse que tinha que vir embora, a senhora começou a chorar e a gritar bem fundo, a suplicar-lhe que não fosse embora, que não a deixa-se ali porque os médicos iam deixa-la morrer e iam despreza-la num corredor até morrer! É pena é que só os idosos valorizem os enfermeiros. É triste, mas é verdade.
Queria apenas deixar um pequeno conselho ao criador deste tópico, ponha um aviso antes desta crónica insultuosa e nojenta a avisar que o texto é inadequado a cardiopatas, pois os nervos e as crises de ansiedade que a sua leitura provocam, com certeza não é mesmo aconselhado e queria também pedir ao governo que criasse mais uma cadeira nos cursos de medicina: FORMAÇÃO INTENSIVA EM ÉTICA!
Meu acéfalo, apático e mal encarado senhor professor e médico de Coímbra, um dia se precisar de ser internado, só ESPERO que seja tratado por um enfermeiro que o trate com a mesma arrogância e desprezo que o senhor trata os enfermeiros.
Por fim, quero desejar tudo de BOM para os ANJOS DA VIDA (enfermeiros), sim senhores doutores eu estava a referir-me aos enfermeiros e não a vocês, e lutem muito pela vossa profissão, façam greves, paralisem Portugal. Vocês merecem todo o nosso respeito e dignidade. Vocês que muitas vezes trabalham dia e noite para nos ajudar, para nos salvar e muitas vezes nem um simples obrigado ouvem! Enquanto a vocês senhores doutores, bem aconselho-os a fazer outro curso de medicina, a fazerem uma formação INTENSIVA em ÉTICA e no fim de ganharem mais humildade e sinceridade, aí pode ser que eu mude a minha opinião em relação à vossa classe profissional!

36
Recentemente ouvi dizer que todos os enfermeiros da linha de saúde 24 iriam ter contracto terminado e seriam substituidos por técnicos de saúde. Será isto verdade? Quer dizer, tal coisa não me chocaria, pois neste país já nada me deixa perplexo, mas não posso de deixar de demonstrar o meu descontentamento, pois já por varias vezes tive de recorrer à linha de saúde, lembro-me de todas as vezes ter sido atendido por um enfermeiro, que apesar de a enorme quantidade de perguntas feitas, ao que eu compreendo, conseguem também transmitir calma e tranquilidade à pessoa que está do outro lado da linha, muitas vezes em aflição, como foi um dos meus casos.
Não sou enfermeiro nem profissional de saúde, no entanto estou preocupado com o futuro do sistema de saúde português, pois o governo parece que quer afastar os enfermeiros de tudo quanto é sitio e não consigo entender o porquê, mas consigo perceber que as consequências não vão ser nada boas. Obrigado pelas futuras respostas.

37
Médico-Cirúrgica / Enfermagem de anestesiologia
« em: Janeiro 16, 2010, 15:18:04 »
Boa tarde, sou estudante do 12º ano e quero seguir enfermagem no futuro.
Vou ter de fazer um trabalho da escola sobre a enfermagem de anestesiologia, pois é uma área que sempre me fascinou e gostaria que me ajudassem em algumas questões, se possível.
Gostava de saber quais são as funções do enfermeiro anestesista, o que fazer para se tornar enfermeiro anestesista, se pode realizar todas as técnicas anestésicas, quais os procedimentos que pode fazer e não pode fazer, o plano de estudo dessa pós-graduação, qual a diferença entre o enfermeiro anestesista e o médico anestesista, e o que mais acharem pertinente para o trabalho.
Já tentei pesquisar na internet, mas as informações encontradas são muito poucas e não encontrei nenhuma referência às funções específicas e aos procedimentos que o enfermeiro anestesista pode ou não realizar.
Desde já agradeço a vossa ajuda.
Henrique

38
Cuidados Gerais / Prescrição farmacológica por enfermeiros
« em: Outubro 06, 2009, 20:05:09 »
"Concorda com a prescrição farmacológica por Enfermeiros? (Prescrição por diagnóstico de Enfermagem, feita por Enfermeiros Especialistas, após formação adequada e com um leque de fármacos indicados para a prática da Enfermagem)"
Qestão tirada do blog doutor enfermeiro.

Páginas: 1 2 [3]