Mostrar Mensagens

Esta secção permite-lhe ver todas as mensagens colocadas por este membro. De realçar que apenas pode ver as mensagens colocadas em zonas em que você tem acesso.


Mensagens - Cristina G

Páginas: [1]
1
Ola a todos! Eu sou do curso de 1º mestrado Saude Materna da ESESJD da Universidade de Évora. Terminei em Julho de 2012 e até hj não tenho cédula de especialista. Tudo começou porque a escola mudou o nome do curso de pós- licenciatura em SMO para curso de 1º Mestrado e NÃO pediu aprovação à OE! Desde Janeiro de 2012 que a escola sabia que a ordem não aprovava o curso, mas omitiram este facto dos 16 alunos. Em Julho em que soubemos do sucedido! GRAVE: na abertura do curso alegaram que a conclusão de mestrado era opcional, e em nada interferia com a obtenção do grau de especialista! A 14 de Fevereiro de 2013 foi-nos dito que era obrigatório concluir o mestrado, a quem não tinha concluído. Mais GRAVE: alegaram nessa dita reunião que quem terminasse em 1-2 meses (Abril 2013) não pagava nada mais. Eu terminei o relatório nessa data e pediram-me 1000 euros!!! Recusei esse valor, contratei um advogado e até hoje o meu requerimento aguarda decisão! Não é normal!!! As 4 colegas que terminaram o mestrado em Novembro e que so receberam o novo diploma em Abril a enviar à OE Não têm cédulas! A escola´que criou toda esta confusão não quer saber e tenta apenas extorquir dinheiro! Mais, abriram um novo curso de 2ºMestrado SMO a abrir em Setembro, sem resolver a situação do 1º! Não se inscrevem nesta escola de Évora!

2
Saúde Materna e Obstétrica / SMO na ESESJD
« em: Julho 08, 2013, 13:30:04 »
Ola a todos! Venho aqui expor o que se passa comigo e com os meus colegas do 1º Curso de Mestrado SMO da ESESJD Universidade de ÉVORA. Terminámos o curso em Julho de 2012 e até hoje não temos cédulas de especialista. A Escola qdo abriu o curso com o novo nome de Mestrado SMO não pediu aprovação à OE e estamos nesta situação! Como se não bastasse disseram-nos que a conclusão do mestrado era opcional, que teríamos o grau de especialista independentemente do mestrado e tal não veio a acontecer! Agora a quem não queria concluir exigem 1000€ de propinas, isto qdo os trabalhos estão entregues e com parecer positivo do orientador! No meu caso entreguei o relatório de Mestrado em Abril e como me recusei a pagar esse valor, até hoje não me marcaram a defesa! Isto com um relatório que me obrigaram a fazer, só queria ser especialista e não mestre! Alerto a todos os enfº que queiram inscrever-se nesta pós-licenciatura que NÃO o façam na Universidade de Évora! Já abriram outro curso a iniciar em Setembro, sem resolverem a nossa situação! E só nos tentam extorquir dinheiro em vez de resolverem o problema!

Páginas: [1]