Forumenfermagem

Mostrar Mensagens

Esta secção permite-lhe ver todas as mensagens colocadas por este membro. De realçar que apenas pode ver as mensagens colocadas em zonas em que você tem acesso.


Mensagens - enfermeiroUK

Páginas: [1] 2 3 ... 10
1
Trabalhar fora de Portugal / Re: KCIR - Enfermeiros para o Reino Unido
« em: Fevereiro 01, 2013, 21:31:58 »
Ao vir ler estes tópicos sobre o UK dá-me a nostalgia...lembra-me o tempo em que eu estava na mesma posição que vós...agora, que já vai longe esse tempo, até dá vontade de rir pelo que passei. Esse tempo incerto, lembra-me Portugal!
Boa sorte a todos! ;)

2
Anúncios de Emprego / Re: Hospital do Arcebispo
« em: Janeiro 29, 2013, 16:33:09 »
Pois, há por aí muita gente que interpreta coisas e vem aqui debitar isso como se fosse uma Biblia  ;D

Se temos um curso ou uma formação acho que deve fazer parte do nosso currículo. Se a própria Licenciatura é um curso, porque não podem fazer parte do nosso currículo outros cursos ou formações mesmo que frequentadas antes do fim da licenciatura?

Vou por as coisas noutros termos: imaginem que Enfermagem é um segundo curso que estou a tirar, mas antes já tinha outro curso (fisioterapia, ciencias farmaceuticas, medicina, audiologia, radioterapia, cardiopneumologia, etc) e trabalhei numa dessas áreas e fiz formações na área da Saúde. Depois de ter tirado um desses cursos que referenciei, e depois de ter trabalhado nessa área, depois de ter tirado formações/cursos nessas áreas de saúde, termino o curso de Enfermagem. Segundo a linha de pensamento de alguns, todo o meu percurso, experiência, cursos e formações PRÉ-licenciatura de Enfermagem não serve para nada? É isso? Imaginem que eu sou Médico e decido tirar Enfermagem. Toda a formação que tenho como Médico é lixo só porque é PRÉ-licenciatura de Enfermagem!?

Volto a dizer, se temos formação na nossa área (Enfermagem) seja ela pré, pós ou o que quiserem, essa formação deve ser colocada nos nossos curriculos e enviada nos concursos. Caso contrário o investimento que fizemos nesses cursos/formações é NULO, pois nem sequer é reconhecido.

Temos formações: BOTA NO CV!

3
Se não me falha a memória, o sôr Germano tem relações com o PSD. O que explica essa "satisfação"...

5
;D catmartins22 o carapuço serviu-lhe bem não foi? Não sei o porquê de tanta azia...ou melhor, até sei lol  >:D
Mas olhe, não fique triste, vá continuando a concorrer lol  ;D

6
Gostaria de deixar aqui uma nota.
Todos temos dúvidas. Mas devemos esclarecer essas dúvidas através de uma fonte segura.
Vejo aqui dúvidas serem respondidas muitas vezes do seguinte modo: "eu fiz assim, por isso preenches assim e assado".
Vejo aqui pessoas esclarecer dúvidas apenas porque leram o Diário da República, e usam a sua interpretação para "esclarecer" os outros.

Gostaria apenas de alertar para o seguinte: quem "esclarece" por aqui certas dúvidas pode estar errado e estar a induzir outros em erro. Por isso, façam uso da informação publicada aqui por com cuidado.

Se têm dúvidas sobre um concurso, liguem para os recursos humanos do hospital em causa. Nada mais simples. Agora se vão pelo que dizem certas pessoas aqui, poderão ser induzidos a erro e serem excluídos do concurso.

Uma coisa é utilizar a informação publicada aqui para ter uma ideia, outra coisa é utilizar a mesma como fonte 100% segura porque "o outro disse". 

7
Assuntos laborais / Re: OE 2013
« em: Janeiro 03, 2013, 19:39:50 »
A mobilidade especial pode ser exercida independentemente do tipo de contrato (desde que RJEP)...

8
Trabalhar fora de Portugal / Re: Documentos a enviar para o NMC
« em: Dezembro 15, 2012, 18:14:26 »
Citação de: bisc8
Qual a explicação lógica e razoável para essa ordem?

Cumprimentos

Passo a explicar a lógica. Quem irá abrir as cartas não sabe Português. Ora se abrir, e olhara para aquela papelada em português, não sabe do que se trata. Se for por essa ordem, é fácil entender e perceber de que documento se trata, e atrás estará o original/cópia em português. Não é que seja uma regra, mas estamos a enviar documentos para outro país, e como se diz "em Roma sê Romano". Daí que tudo o que está em Português, passa a anexo.

9
Assuntos laborais / Re: Alunos a terminar o curso
« em: Dezembro 13, 2012, 18:26:21 »
Citação de: Propofol
Olá pessoal!

Precisava de uma ajuda a clarificar uma coisa. Recentemente numa conferência sobre empregabilidade e empreendedorismo um professor da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra disse que os alunos que estivessem em vias de terminar o curso também podiam fazer currículos e enviá-los para os empregadores, indicado a altura de términos do curso e salvaguardando o tempo para atribuição da cédula.
Algum de vocês sabe se isto é efectivamente assim? Se for, podem dar algumas luzes sobre como se constrói um CV com o curso por acabar? Apontamos lá que média?
Já agora acham que as empresas do Reino Unido que estão em Portugal a recrutar aceitam esse tipo de CVs?

Obrigado.  ;D


Sim. De facto podes fazer uma candidatura dessa forma. Contudo não podes exercer sem a cédula da OE.
Mas, caso o empregador decida oferecer-te o emprego, terá que considerar esperar que o processo da OE esteja completado. Isto claro, se o empregador facilitar até esse ponto.

Ora, o envio de cartas de apresentação desse género, em que dizemos que iremos terminar o curso na data "x", e que gostaríamos de trabalhar na instituição "y", é algo do passado, e que por motivos óbvios não é viável de momento. Há uns anos atrás era normal haver candidaturas desse género, pois havia falta de enfermeiros e, sobretudo, o mercado de trabalho não estava estagnado. Do ponto de vista do empregador, se houvesse alguém com interesse em trabalhar nessa instituição, havia a flexibilidade de aceitar o enfermeiro, e esperar que a OE atribuísse a cédula para iniciar funções. Estamos portanto a falar dos tempos em que se saía da Universidade num dia, e na semana seguinte já tínhamos onde trabalhar (tempos em que as instituições precisavam de enfermeiros, e a formação em Enfermagem era escassa).

Hoje em dia a procura é maior (e muito) que a oferta. Daí que, como os empregadores têm muita escolha (que é como quem diz "paletes de enfermeiros com e sem experiência" a enviar currículos sobretudo depois de Julho) e procurem ter enfermeiros com experiência (por pouca que seja) em detrimento de alguém que ainda nem sequer acabou o curso e enviou uma carta.

Além disso, o principal empregador de Enfermeiros (o SNS), neste momento tem que gerir o que tem. Não me parece que o actual Min. da Saúde, assim como o anterior, tivessem autorização para abrir concursos para quem não tem já uma RJEP.

Resumindo, essa conversa que ouviste na ESENFC, também eu a ouvi no tempo em que lá passei. Se me resultou de algo fazer isso? Não.
Em Portugal o o mercado de trabalho para Enfermeiros está estagnado e as perspectivas não são as melhores. Tal como disse o colega bisc8, o melhor é apostar no estrangeiro.
 
No caso do Reino Unido, não me parece que aceitem esse tipo de candidaturas.

11
Trabalhar fora de Portugal / Re: KCIR - Enfermeiros para o Reino Unido
« em: Dezembro 11, 2012, 22:57:03 »
Pois segundo sei, tanto as agências como hospitais estão a ser mais selectivos no que toca não só ao nível de Inglês, mas sobretudo ao facto de ter experiência prévia (no mínimo 1 ano em contexto hospitalar). Contudo, há recém-licenciados a conseguir lugar para certas vagas...

12
Citação de: Enf.DF.

Sou exatamente da mesma opinião que a colega catmartins22, nem todos temos de querer sair do nosso país. Eu sou uma tipica menina de aldeia que adora o seu país só saírei de Portugal apenas num caso extremo.
Vou concorrer a todos os concursos, posso ficar no fim da lista, ser das últimas, mas posso sempre afirmar que fui à "luta" e não desisti.

Boa sorte a todos os que vão concorrer.

Cumprimentos

Eu não falei em sair do país. Eu não falei em não concorrer. Vossas Excelências é que decidiram interpretar o meu comentário dessa forma.

13
Boa sorte então  ;D

14
Caros colegas, aqueles que não têm sequer RJEP, têm noção que vão ficar no fundo da tabela não têm? Dado o estado do País, dificilmente vão empregar alguém que não tenha já RJEP. Contudo, se acreditam que devem concorrer (como eu acreditei e concorri durante muito tempo) devem fazê-lo...

15
Trabalhar fora de Portugal / Re: Documentos a enviar para o NMC
« em: Dezembro 10, 2012, 22:26:42 »
O correcto será enviar a tradução em Inglês e logo atrás o respectivo documento original...

Páginas: [1] 2 3 ... 10