Mostrar Mensagens

Esta secção permite-lhe ver todas as mensagens colocadas por este membro. De realçar que apenas pode ver as mensagens colocadas em zonas em que você tem acesso.


Mensagens - pipoca

Páginas: [1] 2
1
E ainda vai ser mais giro com a nova legislação que por ai vem...contratos...orçamentos programas...e muito mais, se não tomarmos atitudes mais activas, ainda vou ver muitos enfermeiros a servir cafés e chás para que lhe dêm continuidade aos contratos... eos deixem trabalhar...  maus tempos se avizinham ...e os enfermeiros não se mobilizam, por ex como os professores
O QUE É QUE ESTAMOS à ESPERA? ???

2
Cuidados Gerais / Re: apoio domiciliario
« em: Janeiro 07, 2008, 22:41:29 »
O colega que refere a necessidade de empresas de apoio domiciliario está a ver bem as futuras prespectivas...
deve ser um bom negocio mas há muita gente a trabalhar em particular e fora dos horaraios das Ipss onde trabalham, é mais um dinheirito a entrar

3
Cuidados Gerais / Re: cuidados continuados
« em: Janeiro 07, 2008, 22:37:56 »
para te ajudar podes ler o DEC LEI 101 de 6 de Junho de 2006 sobre a rede de cuidados continuados integrados, explica varios termos. Espero ajudar

4
Cuidados Gerais / Re: Pagamento de kms
« em: Janeiro 07, 2008, 22:23:48 »
Os meus colegas a quem são pagos os Km, este pagamento referem-se a deslocações para ver doentes que estão no domicilio.
Pagam os trajectos do centro de saude de onde saiem até à casa do doente...mas com os aumentos constantes da gasolina, sai muito mais barato do que se tivessem que pagar um taxi... ou terem um motorista com carro do CS...


Em relação à distancia de 80 km de casa e se precisa de levar o carro para prestar cuidados no domicilio, não sei se terá direito ao pagamento de algum subsido de distancia, veja no mesmo DR que referimos atrás.
Cumprimentos

5
Novidades / Re: Quem deve coordenar os AAM
« em: Janeiro 07, 2008, 22:14:36 »
São os enfermeiros que supervisionam e coordenam o trabalho das AAM e são responsaveis

 pela formação em serviço...certo!...mas em termos de horario é a chefe administrativa, como é o unico CS que conheço, nem imagino como funcionam nos outros. Mas ao que parece cada um tem organização e funcionamento diferentes.

Conheço bem como funcionam no hospitais,quem as coordena e supervisionaa são as chefes, as funções estão bem descritas, quem as avalia são as chefes e pq não funciona assim no CS?

Em relação à pergunta que Amatosa faz sobre  a sub região em que trabalho, qual o interesse?

6
Cuidados Gerais / Re: Pagamento de kms
« em: Janeiro 06, 2008, 13:34:51 »
Aqui vai:

Diário da República, 1.a série—N.o 13—18 de Janeiro de 2007 484-(3)
9.o Em 2007, os quantitativos dos subsídios de transporte
a que se refere o artigo 38.o do Decreto-Lei
n.o 106/98, de 24 de Abril, são os seguintes:

a) Transporte em automóvel próprio—E 0,38 por
quilómetro;
b) Transporte em veículos adstritos a carreiras de
serviço público—E 0,12 por quilómetro;
c) Transporte em automóvel de aluguer:
i) Um funcionário—E 0,36 por quilómetro;
ii) Funcionários transportados em comum:
Dois funcionários—E 0,16 cada um por quilómetro;
Três ou mais funcionários—E 0,12 cada um por


quilómetro.

7
O facto de fazermos visitas domiciliarias nos nossos carros não implica o transporte de lixo... se é a isso que se refere-
olixo resultante dos cuid de enf vão directamente para o lixo quando a quantidade é pequena e não tem riscos para a saude publi, ou então uma empresa responsavel vai fazer recolha de lixo, onde é colocado em contentores proprios-

8
Novidades / Re: Quem deve coordenar os AAM
« em: Janeiro 06, 2008, 12:50:57 »
Caros colegas:

Desempenho funções nos CSP e tb já trabalhei em hospital, neste momento as AAM do Cs onde trabalho , que não são muitas e cada vez menos... integram-se em toda a equipa, quem faz os horarios e coisas do genero é a chefe administrativa, mas as AAm articulam-se perfeitamente com os enfermeiros, nomedamente no encaminhamento dos utentes em função de com quem pretendem falar..., recebem telefonenemas e deixam-nos recados quando não estamos  , digo nome e telefone dos utentes que precisam de falar connosco, e se está fora do nosso horario de serviço... colaboram na entrega de ajudas tecnicas quando não estamos...

tudo depende da relação que se estabelece com as pessoas e o fazerem-se sentir bem nas equipas. mas infelizmente sei que não é assim em todo o lado.

9
Cuidados Gerais / Re: Pagamento de kms
« em: Janeiro 04, 2008, 23:08:00 »
Olá :

pagam-me a 37 centimos por Km, mas no outro da ouvi no radio que à função publica o pagamento era de 40 centimos, não percebo se o preço é diferente em função dos ministérios- ::)

por acaso gostaria que se falasse mais sobre este assunto ...

10
Colegas

Agradeço as vossas ajudas.

mas o que se passa é que o medico em causa prescreve Dakin para todo e qualquer tipo de ferida/tratamento.

Varios colegas já tentaram falar com o medico no sentido de experiemntar outros produtos em situações que este não resulta, e a resposta é dizer que deixa de ver os doentes na sua consulta, e que põe processos discilinares em quem experimentar afronta-lo, e isto até já arranjou problemas a um colega.

A familia do doente tambem já não sabe o que dizer e até o medico de familia tem conhecimento e dá a entender que não se quer meter...

E assim todos os dias (7 dias por semana) o enfermeiro continua a colocar o dakin no calacanhar do utente...


Um abraço

11
Caros colegas
Agradeço, desde já, a ajude que possam dar relativamente à Validade de uma guia de tratamento para execução de penso.

Um doente que tem indicação médica para realização de penso num calcaneo com ulcera de pressão de 4º grau,com soluto dakin, desde fevereiro de 2007, e que mantem até aos dias de hoje.

É observado em consulta médica mais ou menos 1 vez por mês.

Todos estão de acordo que aquele não é o tratamento adequado, mas ninguem se atreve a alterar a prescrição de um médico que não conhece outro produto senão o DAKIN.

Talvez alguns colegas se revejam nesta mensagem.....

Como podemos contornar esta situação????


Um abraço do colega~

12
Cuidados Gerais / Indicadores de saúde
« em: Outubro 04, 2005, 21:21:10 »
olá,
sou enfermeirra e desde que comecei a trabalhar com indicadores, isto é  a plica-los à prestação de cuidados, comecei a fazer outra analise dos problemas e necessidades e em função dos resultados, e planear outras estrategias de actuação, levando tambem a equipe de enfermagem a ter outra prespectiva da nossa actividade.`´E essencial para a melhoria da qualidade dos cuidados que prestamos , ficamos todos a ganhar doente, familia, gupos e profissionais de saude.
Podes ir à pagina do "Instituto de Qualidade  em saude" e ter uma ideia do que se pode fazer com alguns indicadores. Depois a enfermagem tambem  os seus indicadores especificos...
Um Abraço

13
Cuidados Gerais / Do silêncio à Voz
« em: Julho 28, 2005, 21:24:27 »
Olá Pedrocas....Sr Enfº Pedro, porque se és quem eu penso mereces tratamento digno de um verdadeiro enfermeiro.
Vou aceitar a tua proposta de leitura para estas férias, conheço a tua sensibilidade para estas questões quotidianas tão importantes e tantas vezes esquecidas.
Ainda estás no seixal...ou fôs-te para terras do norte??
Trabalhamos numa medicina, de onde quase todos queriam sair...eu tb sai para um centro de saude.
Desejo-te as maiores felicidades pessoais e profissionais, porque mereces!!! :D

14
Cuidados Gerais / cuidados continuados
« em: Abril 16, 2005, 14:10:58 »
Na realidade não existe compatibilidade entre a pratica e a realidade, porque  entre os parceiros, discutem-se os casos, avaliam-se as situações, mas depois na realidade, as respostas a nivel social demoram em chegar, refiro- me ao apoio social das IPSS, para não falar de outras situações mais complicadas ainda, os médicos de familia  mostram-se renitentes a fazer visitas domiciliarias, camaras não dão respostas atempadas, não há recursos economicos a disponibilizar para facilitar a acessibilidade, rampas etc...., a higiene das habitações qd são necessarias levam tempo a decidir, as assistentes sociais queixam-se que não têm recursos suficientes para dar resposras, e que não depende só delas, os enfermeiros deslocam-se nos proprios carros, sujeitos danos pessoais e materiais por sua propria conta e risco, algumas familias demitem-se das responsabilidades e ninguem as pode obrigar, os bombeiros estão na maior parte das vezes sem disponibilidade para transporte de doentes... enfim , conheço alguns enfermeiros que fazem cuidados continuados, mas às custas de muito esforço e carolice...

15
Obrigado pela vossa colaboração.  :D
Concordo com a autonomia do enfermeiro especialista e que desenvolva trabalho, no entanto os encostos aos chefes tb dá geito, o enfermeiro engraxa e consegue atingir objectivos mais rapidos e por outro lado dá geito ao chefe, é que o trabalho do especialista pode-se tornar muito visivel e isso é incomodo para alguem...
O facto de defender a autonomia  e  ter uma postura diferente ( não conservadora) sai caro ... :roll:

Páginas: [1] 2