Mostrar Mensagens

Esta secção permite-lhe ver todas as mensagens colocadas por este membro. De realçar que apenas pode ver as mensagens colocadas em zonas em que você tem acesso.


Mensagens - keliinha

Páginas: [1] 2 3 ... 54
1
Assuntos laborais / Permuta ARS Norte para ARS Lisboa
« em: Outubro 24, 2013, 10:02:20 »
Bom Dia Colega,

Estou actualmente a exercer funções na ARS Norte ( Numa USF) com contracto por tempo indeterminado e pertendia uma permuta para a ARS Lisboa. Alguém interessado?

Cumprimentos

2
Bom Dia Colega,

Infelizmente não é facil de ter oportunidades no UK, pelo menos a nível hospitalar sem experiencia na area. Mas tudo depende das zonas e dos hospitais, no entanto talvez sejam mais faceis as nursing homes no seu caso.

Cumps

3
Citação de: NunoUKnurse
Citação de: DesperatedNurse
Já me disseram que estas agências de recrutamento podem não cobrar nenhum valor ao candidato, mas depois ficam com uma percentagem do salário durante todo o contrato, e por isso é que muitos vão para o uk a ganhar menos como enfermeiros do que a escala preconiza e do que outros colegas ingleses no mesmo escalão...isto é verdade? Alguém que tenha tido esta experiência e que possa alertar os colegas para esta questão?

ola.
se estas a falar de emprego permanente isso nao e verdade ou pelo menos, nao podera acontecer de acordo com a lei britanica, uma vez que o contrato e efectuado entre hospital e enfermeiro e nao com a agencia. Penso que te estaras a referir a colegas que trabalham em sistema de "loccum", que sao empregados por uma agencia para trabalhar em hospitais de acordo com as necessidades destes. Mas estes colegas sao em regra, bem pagos e descontado a percentagem da agencia, ganham sempre mais que aqueles que estarao colocados num emprego permanente. Tem e outras desvantagens, como teres que trabalhar em muitos sitios diferentes e nao teres certeza de teres trabalho, que requerem muito cuidado quando se opta por esta solucao. 

Exactamente, nenhuma agência fica com uma parte do salário, as agências recebem um pagamento por parte do cliente (hospital) e normalmente esse "fee" está relacionado com o valor salarial do candidato, é feito em proporção, mas nada é retirado ao salário do candidato, isso é completamente falso. Outra ideia errada é de que um enfermeiro português vai auferir de um salário inferior ao de um enfermeiro inglês, isto é mentira, o que acontece é que normalmente um enfermeiro português, mesmo com experiencia profissional, quando vai para Inglaterra é colocado nas posições remuneratórias mais baixas, em band 5, já um enfermeiro inglês com experiencia no UK é colocado em posições remuneratórias superiores, isto porque, como é obvio há diferenças entre os países e no sistema de saúde, portanto quando mudamos teremos que começar do inicio ( salvo algumas excepções claro), mas rapidamente os valores salariais são aumentados, desde que o enfermeiro dê provas do seu valor, o que muitas vezes acontece logo durante o 1º ano de trabalho.
Relativamente ao trabalho como enfermeiros de agencia, é de facto muito bem pago e segue todos os pressupostos legais, no entanto penso que para quem quer iniciar no Reino Unido esta não é melhor solução, embora seja uma forma de aquisição de experiência, pois as exigências nesse aspecto não são tão elevadas, no entanto penso que este método é melhor para quem já tem o seu contracto permanente e pretende ter um part time, assim considero uma excelente opção, pois existe flexibilidade de horários e é bastante bem remunerado.

4
Olá Colegas,

Estou bem dentro desta área, uma vez que também eu trabalho numa agência britânica que opera em Portugal, a qual não irei referir aqui o nome, sobe pena de usar o forum como forma de publicidade, sendo que não temos nenhum acordo aqui. No entanto tenho alguns conselhos para vos dar:
- em primeiro lugar não existem propriamente agências mais ou menos crediveis, existem apenas diferentes formas de trabalhar e existem agências a operar em áreas distintas, umas mais centradas em nursing homes, outras mais centradas na area hospitalar, mas mais longe dos grandes centros ( onde normalmente podem ser colocados recém licenciados) e outras como a minha por exemplo que operam mais na área de Londres, pelo que exigem alguma experiência profissional.
- Se o vosso interesse é trabalhar em hospitais, nunca ingressem numa nursing home, mesmo que vos digam que poderão depois mudar, porque tal é bastante difícil de acontecer.
- Outra coisa importante é nunca dar os documentos originais a nenhuma agência, mesmo que vos digam que tal é unicamente para serem eles a fazerem o registo no NMC, até pode ser mas depois se quiserem eventualmente trocar de agência será complicado, porque são eles que têm nas suas mãos o vosso processo de registo no NMC e os vossos documentos. Portanto o meu conselho é que sejam vocês a fazer o registo, ainda que com apoio da agência no processo.
- Nunca aceitem começar a trabalhar sem o pin do NMC, pois só este pin permite que trabalhem como enfermeiros.
- Relativamente aos pagamentos já aqui foi dito e eu  volto a repetir que este tipo de serviço das agências não deve ser pago pelo candidato, portanto nunca aceitem este tipo de condições. E claro também concordo que será mais fácil trabalhar com agências britânicas ou com sede no UK e de preferência com aquelas que operam em Portugal com consultores portugueses.

5
Caros colegas não sei como vai ficar a contratação de enfermeiros no HSJ nem nos outros, porque segundo as declarações da Sra Ministra não poderá ser contratado nenhum profissional nem para suprir falhas daqueles que se reformem...eu não sei exactamente de que forma esta medida será concretizada, mas será o caos completo quer para nós que estamos no activo, quer para quem quer entrar...colegas revoltem-se!!! Isto está a ser demais..quem paga com a crise e com a incompetência dos nossos governantes são sempre os mesmos..e os enfºs nunca ficam de fora do panorama dos cortes orçamentais..talvez os nossos políticos se esqueçam que também são seres humanos e podem ficar doentes e precisar de nós...alguns deviam sofrer na pele o resultado das suas próprias medidas. Desculpem mas foi só um desabafo..infelizmente somos uma classe muito passiva..ninguém se revolta contra isto e acreditem que pagamos todos, doentes, enfermeiros que trabalham, enfºs que querem trabalhar e não conseguem!!!

6
Olá Colegas,

Eu no ano passado fui chamada para trabalhar no HIP, no meu caso eu não tinha nada a perder porque apenas trabalhava numa clinica até entao. Iniciei com um contrato de substituição de uma baixa e depois passei para um contracto que terminava no final de 2009. Eu não cheguei a terminar o contracto porque sou do Porto e consegui trocar para perto de casa, mas gostei muito da experiencia.

Boa sorte a todos

7
Colega Silvia,

Tem toda a razão é muito desmotivante, é uma desvalorização completa dos conhecimentos, da experiência, considero um atentado à própria dignidade profissional.
As grandes empresas multinacionais são peremptórias quanto a isto, só é entrevistado quem tem melhor currículo. Quer queiramos quer não, a primeira análise é curricular, depois sim a entrevista fará a diferença..e aí é como digo sempre pode-se ganhar, pode-se perder, mas quando se perde, já se venceu uma etapa, que foi ir à entrevista, onde por norma só vão os melhores.
Posso-vos dar já agora o exemplo dos ingleses, em Inglaterra os enfermeiros com experiência são muito reconhecidos, e se tiverem formação ainda mais são valorizados e melhor pagos...em Portugal é esta vergonha que se vÊ!!

Lamento se feri alguma susceptibilidade, mas é assim que as coisas a altos níveis funcionam, mas na enfermagem portuguesa regride-se cada vez mais no que toca a selecção de recursos humanos.

8
Olá Colegas,

Relativamente a este concurso gostava de dizer umas pequenas coisinhas:

Estou desde há algum tempo ligada a processos de recrutamento de enfermeiros e outros profissionais e trabalho directamente com profissionais formados na área dos recursos humanos e desde sempre consideramos este concurso muito suigenires. Passo a explicar, em nenhuma empresa, em nenhum lugar do mundo é normal e habitual serem entrevistadas 4000 pessoas, os processos de selecção seguem por norma critérios nos quais a primeira análise é curricular e só os melhores nesta avaliação são seleccionados para entrevistas. Obviamente que eu considero, e tendo em conta que estamos a falar em saúde, que nem sempre um currículo é o factor primário na qualidade profissional, mas quem investe na sua formação continua e quem tem mais experiência, tem, por norma um nível de conhecimentos e de maturidade pessoal e intelectual que possibilitam intervenções e cuidados mais especializados e qualificados. 
Não consigo assimilar a ideia que enfermeiros com 2,3,4 e mais anos de experiência, com pos graduações e mestrados tenham ficado classificados entre os 1000 e 2000...isto é ultrage e não prestigia em nada a nossa profissão acreditem, porque não privilegiamos o esforço, o investimento, a experiência e aquilo que estas pessoas poderiam dar à instituição e aos doentes enquanto profissionais mais maduros e com excelentes conhecimentos. Na própria entrevista eram feitas questões relativas ao tempo de serviço e à formação de cada enfermeiro, pelo que pensei que tal fosse um elemento relevante, mas enganei-me com certeza...é triste vermos recem licenciados melhor classificados que profissionais de alguns anos e com muita formação. Sabem o quanto custa fazer um mestrado?? muito tempo, muito desgaste, muito dinheiro..e se as pessoas o fazem é porque pretendem para além de ver a sua prática melhorada, obter algum fruto daquilo que ao longo de vários anos andaram a plantar...é muito triste colegas e acreditem que não é inveja ou despeito. E relativamente aos aspectos avaliados nas entrevistas, como capacidade de comunicação, de argumentação, etc posso-vos garantir que não foi por aí...
Por outro lado parece-me ridículo profissionais perderem 4 meses do seu trabalho para estarem a realizar entrevistas...de facto dá ideia que estas Sras Enfas não são assim tão necessárias no trabalho que desenvolvem diariamente porque de facto se o fossem não poderiam perder tanto tempo...isto descredibiliza totalmente a nossa profissão.

De qualquer forma desejo boa sorte a todos aqueles que ficaram bem classificados e que desejam uma oportunidade naquele hospital, espero que sejam brevemente chamados e que tudo vos corra bem e acreditem que nada disto que aqui transmiti atenta contra nenhum de vós, mas sim contra o sistema com que esta bolsa foi efectuada.

Boa sorte a todos e continuem a lutar!!

9
Anúncios de Emprego / Re: Londres - CLR-Healthjob
« em: Fevereiro 14, 2010, 23:46:45 »
Colegas peço desculpa mas enganei-me e não coloquei o site da Geneva correcto, aqui está:

www.genevahealthjob.co.uk

10
Anúncios de Emprego / Re: Londres - CLR-Healthjob
« em: Fevereiro 14, 2010, 16:58:52 »
Colegas quem necessitar de informações sobre este processo de recrutamento pode enviar email para:
 www.clrhealthjob.com e também o site da agência com a qual a CLR trabalha maioritariamente Geneva Health International: www.genevahealth.co.nz

11
Assuntos laborais / Re: Enfermagem em Londres
« em: Fevereiro 12, 2010, 21:03:49 »
Para quem pretender esclarecimentos sobre a enfermagem em UK , as possibilidades e hipóteses de trabalho poderá contactar-me:

rcarneiro@clrhealthjob.com

12
Assuntos laborais / Re: Enfermeiros UK
« em: Fevereiro 12, 2010, 20:59:52 »
Para quem pretender trabalhar no Reino Unido  poderá contactar-me, terei todo o gosto em explicar todos os procedimentos e possibilidades.

o meu emai é rcarneiro@clrhealthjob.com

13
Assuntos laborais / Re: Hospital em Guimarães - Oferta de emprego
« em: Fevereiro 01, 2010, 01:07:04 »
Os Enfermeiros têm o que merecem!! Anda uma pessoa a lutar para estes pobres de espírito para não dizer coisas piores fazerem estas cenas lamentáveis..cresçam e apareçam colegas..a aceitarem propostas destas nunca mais ninguém ganha o que deveria, seremos sempre desvalorizados..se nós próprios somos os 1ºs a vender os nossos conhecimentos e os nossos cuidados ao preço da chuva, então não culpem depois os outros por não nos valorizar porque são vocês os 1ºs a fazê-lo. Se acham que a vossa profissão só vale isso, então não devem ter tirado o mesmo curso que eu e nego-me a considera-los enfermeiros..talvez lhes chame antes assassinos da Enfermagem!

14
Enfermagem e Politica de Saúde / Re: Médicos: quanto ganham?
« em: Janeiro 29, 2010, 02:41:00 »
Colegas até me entristece ver este tópico...vamos parar de atacar os nossos pares, temos que reivindicar aquilo que é nosso por direito, de acordo com a nossa formação, mais nada!! Eu percebo a criação deste tópico, também eu gostava de poder auferir de um ordenado como o de um médico, todos sabemos que o merecíamos, isso é inquestionável..e a quem como o sr abc vem dizer que não há comparação entre níveis de conhecimento, só posso dizer que não sei o que quer dizer com isso, porque não comparo os meus conhecimentos com os conhecimentos de um médico, eu pretendo ter altos níveis de conhecimentos de enfermagem, os médicos para exercerem a sua função de forma competente deverão com certeza ter conhecimentos na área médica adequados...esta é a grande diferença...cuidados de enfermagem são diferentes de tratamentos médicos, portanto tal comparação não faz sentido. Pode ser que um dia alguém reconheça que também nós enfermeiros somos imprescindíveis, insubstituíveis, com elevadas qualificações e responsabilidades, que terão que ser devidamente recompensadas..mas isto só se consegue com LUTA e UNIÃO entre a classe e não com guerras entre a mesma e entre as demais classes pertencentes à equipa multidisciplinar!! Não queremos ser médicos, nem nunca substitui los, mas sim trabalharmos em conjunto para a obtenção de ganhos em saúde, o que só é possível com respeito mutuo.

15
Anúncios de Emprego / Re: Londres - CLR-Healthjob
« em: Janeiro 21, 2010, 14:27:08 »
Boa Tarde colegas,

A colega Teenf está concerteza enganada, ñão restaram 5 ou 6 pessoas das 30 iniciaias, simplesmente foram unicamente seleccionados 10 candidatos, que proceguiram até hoje com a CLR.

Houveram de facto incongruencias na open session, pelo que mais tarde os candidatos seleccionados foram contacdos, foi-lhes pedido desculpa, porque os representantes da agencia genevahealth ( agencia com a qual a CLR trabalha) que vieram a Portugal fazer a sessão de esclarecimento equivocaram-se com os valores, com os quais a CLR se negaria a trabalhar, isso foi devidamente esclarecido e informado aos candidatos.

Por vezes ocorrem equivocos, no entanto se a colega TEenf contactou com os representantes da CLR deve ter percebido que a sua forma de trabalhar é baseada na honestidade, no apoio e respeito pelos enfermeiros.

Quem estiver interessado em comprovar, envie o cv e verá a forma delicada e atenciosa com que é tratado.

Obrigado!

Páginas: [1] 2 3 ... 54