Mostrar Mensagens

Esta secção permite-lhe ver todas as mensagens colocadas por este membro. De realçar que apenas pode ver as mensagens colocadas em zonas em que você tem acesso.


Mensagens - Diogo Silva86

Páginas: [1]
1
Cuidados Gerais / Re: Enf. Instrumentista
« em: Junho 15, 2012, 20:57:36 »
Dor de cotovelo? Ahahahahah Já me chega limpar o cú aos meus filhos... ;)

2
Cuidados Gerais / Re: Enf. Instrumentista
« em: Junho 15, 2012, 19:32:06 »
Podem prescrever medicamentos não sujeitos a receita médica, tá bom assim? Já se contentam? Caso contrário terão que tirar um curso que vos dê bases cientificas para isso.. Não basta querer.. Metade do vosso curso é estágio.. Que tenham dois anos teóricos isso é muito pouco. Se quiser posso-lhes dizer centenas de nomes científicos, de células, marcadores biológicos, importantíssimos do ponto de vista fisiológico, e que vocês nunca ouviram falar. Dou um exemplo, uma enfermeira no IPO que estava a administrar Fibrinogénio EV a um doente, após o doente perguntar o que era aquilo, diz ela que era quimioterapia... Fiquei estupefacto com tanta ignorância!! Não digo mais nada, a mim e aos meus pelos menos, os enfermeiros nunca prescreverão nada! Frustração é vossa que estão sempre a querer comparar com médicos, com os quais não existe comparação possível, vocês sim são frustrados! Sou Analista Clínico com muito gosto, gosta de ciência estás a ver, gosto de saber, para só fazer tirava um curso profissional..

3
Cuidados Gerais / Re: Enf. Instrumentista
« em: Junho 15, 2012, 17:18:04 »
No dia em que um enfermeiro prescrever, muito mal vai o nosso serviço de saúde.. Desçam à terra, os vossos conhecimentos do ponto de vista celular e molecular, a percepção que têm dos processos moleculares na doença, são básicos ou inexistentes.. E para prescrever é fundamental ter conhecimentos científicos nesse aspecto.. E quando falam que estudam muito, então desçam mesmo há terra.. Acham que estudar 4 anos com estágios e mais estágios desde o primeiro ano é muito? É pouco muito pouco.. Há pessoas que sabem, e pessoas que sabem fazer, e o enfermeiro sempre se inseriu mais na segunda hipótese.. Sejam humildes e bons profissionais! Se querem mais então estudem para medicina ou outros.. Cumprimentos

4
Cuidados Gerais / Re: Ordem de Colheita Tubos de Sangue
« em: Junho 15, 2012, 01:55:45 »
Fico parvo com tanta ignorância, de pessoas que geralmente se acham muito importantes na área da saúde.. sendo no entanto tão pequenos, pelo menos a nível cientifico... Deixem isto para quem sabe!!

Alguém disse com muita convicção que "O de coagulação surge no fim pois com pequena amostra obtêm-se valores de PT, PTT e INR facilmente", minha nossa quê quê isto... Cara Enfermeira, a amostra colhida com citrato de sódio, um composto que funciona como anticoagulante devido ao facto de ser um quelante de cálcio pois o cálcio é um co-factor necessário ao processo de coagulação, logo sem ele, ela não ocorre.. A amostra colhida com este tipo de anticoagulante é utilizada para o doseamento de todo o tipo de factores de coagulação, desde FV, FVIII, FX, Protrombina, inibidor do activador do plasminogénio, antitrombina, Plasminogénio, Fibrinogénio... tromboelastografias, avaliação dos tempos de coagulação, por isso a diluição do sangue com o anticoagulante deve ser o mais correcto possível, se colocar pouco/muito sangue, a capacidade com que o citrato exerce anticoagulação será diferente.. E já agora só uma achega, não cometam o mesmo erro que uma vossa colega cometeu no local onde trabalho.. tenham cuidado que o tubo com citrato é para estudos de coagulação, caso a amostra coagule não venham pedir por favor façam lá os testes porque coitado do doente não pode ser picado outra vez...não, meus senhores tenho a informar que depois da cascata de coagulação se activar já não há grande coisa para estudar... Em primeiro hemoculturas aeróbias, só depois anaeróbias de forma a não injectar ar na anaeróbia, pois a intenção é que não exista lá O2, entendem? Depois citrato de sódio,  para não haver contaminação com activadores nem com inibidores da coagulação. Em segundo o tubo seco sem e com activador da coagulação, para não contaminar com K+ do K3EDTA, nem com lítio da heparina. Depois heparina, que funciona como anticoagulante pois é um activador da antitrombina, antes do EDTA pois se quiser posso avaliar a caliémia (nível de K+ no sangue) no tubo com heparina.. Depois K3EDTA, que remove o cálcio necessário à coagulação e é o anticoagulante mais indicado para contagens de células sanguíneas porque induz uma anticoagulação completa com efeitos minor sobre a morfologia celular, por último, fluoreto de sódio que atenção não é anticoagulante, é apenas inibidor da glicólise, pois como queremos avaliar a glicémia de forma fidedigna convém evitar que os eritrócitos consumam o seu alimento favorito..existe associações de NaF com diversos anticoagulantes, desde EDTA, Oxalato de Potássio ou Heparina. Só uma dica, quando não utilizarem NaF, isto é utilizam tubo seco, façam questão de centrifugar a amostra após coagulação, de forma a evitar o contacto dos eritrocitos com a glicose...
Outra coisa que os enfermeiros fazem com grande abuso, caros técnicos de enfermagem o garrote é para estar apertado no máximo 1 minuto, se virem que não encontram libertem-no por uns tempos.. A utilização de um garrote é desejável para auxiliar na escolha do melhor local para realizar a punção, contudo existe cenas cientificas por trás tão a ver... O aumento da pressão nos capilares faz aumentar a sua permeabilidade fazendo com que electrólitos e componentes de baixo peso molecular se desloquem do espaço intravascular para o espaço intersticial, diminuindo a sua concentração, e por outro lado os elementos de alto peso molecular como ALT, bilirrubina, CK..ficam menos diluídos aumentando falsamente a sua concentração..
Deixem lá... deixem isto para quem tem formação digna do nome superior..não é só picar assim como quem não tem cérebro.. E depois ainda falam em prescrever medicação.... medo, muito medo
 Cumprimentos, Analista Diogo Silva

Páginas: [1]