Forumenfermagem

Outras Dimensões da Profissão => Enfermagem e Politica de Saúde => : Alírio Belchior June 30, 2011, 14:59:04

: Tribunal condena Linha Saúde 24
: Alírio Belchior June 30, 2011, 14:59:04
Só prova aquilo pelo qual nos devemos debater, os nossos direitos!

A empresa LCS (empresa que gere a Linha Saúde 24) foi condenada a pagar €40 mil e a readmitir enfermeira despedida injustamente, numa actuação conjunta com a colega Ana Rita Cavaco, que reivindicavam direitos para os enfermeiros que naquele centro de atendimento trabalham.

Veja abaixo a noticia que saiu hoje (30/06/2011) no Correio da Manhã.

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/saude/tribunal-condena-linha-saude-24 (http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/saude/tribunal-condena-linha-saude-24)


"O Tribunal do Trabalho de Lisboa condenou a empresa Linha de Cuidados de Saúde (LCS), que gere a Linha Saúde 24, pelo despedimento ilegal, em Janeiro de 2009, de uma enfermeira que trabalhava nesse centro de atendimento telefónico. A empresa fica obrigada ao pagamento de uma indemnização de quarenta mil euros, dez mil dos quais por danos morais, e terá de reintegrar a enfermeira.
Segundo o despacho judicial, ficou provado que a enfermeira Susana Santos tinha uma "vinculação contratual e não de prestação de serviços", ou seja, não estava a recibos verdes, como a LCS defendeu, porque obedecia a ordens e instruções dos supervisores, cumpria horários, entre outras obrigações contratuais. A enfermeira Susana Santos referiu ao CM estar "muito contente" com a decisão.

O despedimento ocorreu após a solidariedade da trabalhadora pelas denúncias feitas por outra enfermeira, Ana Rita Cavaco, também com processo por "despedimento ilícito". O director-geral da Saúde, Francisco George, que representa o Estado na parceria com o privado, afirmou ao CM que irá "propor medidas de correcção no acordo [com a LCS]". A empresa remete esclarecimentos para hoje."
: Re: Tribunal condena Linha Saúde 24
: Paulo November 12, 2011, 16:06:21
Alguém ouviu falar a OE sobre a situação??