Forumenfermagem

Áreas de Intervenção Clínica => Proto-especialidade: Saúde do Idoso e Geriátrica => Tópico iniciado por: enfsergio em Novembro 16, 2008, 11:48:12

Título: Poema do Idoso
Enviado por: enfsergio em Novembro 16, 2008, 11:48:12
Se meu andar é hesitante
e minhas mãos trêmulas, ampare-me.
Se minha audição não é boa, e tenho de me
esforçar para ouvir o que você
está dizendo, procure entender-me.
Se minha visão é imperfeita
e o meu entendimento escasso,
ajude-me com paciência.
Se minha mão treme e derrubo comida
na mesa ou no chão, por favor,
não se irrite, tentei fazer o que pude.
Se você me encontrar na rua,
não faça de conta que não me viu.
Pare para conversar comigo. Sinto-me só.
Se você, na sua sensibilidade,
me ver triste e só, simplesmente partilhe comigo um sorriso e seja solidário.
Se lhe contei pela terceira vez a mesma história num
só dia, não me repreenda, simplesmente ouça-me.
Se me comporto como criança, cerque-me de carinho.
Se estou doente e sendo um peso, não me abandone.
Se estou com medo da morte e tento negá-la,
por favor, ajude-me na preparação para o adeus.


(Autor Desconhecido)
Título: Re: Poema do Idoso
Enviado por: enfataniasilva em Novembro 16, 2008, 14:00:04
Brilhante!
Título: Re: Poema do Idoso
Enviado por: anareis_sd em Novembro 16, 2008, 17:36:41
Lindo..
Título: Re: Poema do Idoso
Enviado por: Ena Rot em Novembro 16, 2008, 19:09:53
Para quando passar da teoria à prática?
Título: Re: Poema do Idoso
Enviado por: EnfNessa em Novembro 16, 2008, 21:22:43
Citação de: Ena Rot
Para quando passar da teoria à prática?

Esperemos para muito em breve  :)
Que pelo menos esse seja o futuro do nosso país visto que a população será maioritariamente idosa
Título: Re: Poema do Idoso
Enviado por: enfsergio em Novembro 17, 2008, 19:10:56
Penso que cabe a cada um de nós fazermos algo por esta situação...

Vai da formação de cada um...enquanto profissional, mas acima de tudo enquanto pessoa.

Lembrem-se que caminhamos para velhos...para novo ninguém vai...
Título: Re: Poema do Idoso
Enviado por: CCAV em Dezembro 17, 2008, 22:40:04
Citação de: enfsergio
Penso que cabe a cada um de nós fazermos algo por esta situação...

Vai da formação de cada um...enquanto profissional, mas acima de tudo enquanto pessoa.

Lembrem-se que caminhamos para velhos...para novo ninguém vai...

Pois é, mas infelizmente a maior parte de nós esquece-se desse pequeno GRANDE pormenor...

Cada vez existem mais idosos sem infraestruturas para os recebermos e como será quando chegar a nossa altura, vamos gostar de ser tratados como os tratamos hoje?!?!

Vamos todos olhar para o futuro, que cada vez está mais próximo, com um olhar no idoso!

Abraço
Título: Re: Poema do Idoso
Enviado por: enfsergio em Dezembro 18, 2008, 00:56:24
Nem sabe como fico contente por ver a área de intervenção "Enfermagem Geriátrica" a ser debatida por diversos elementos. Muitas vezes uma área esquecida aqui no forumenfermagem, diluída em meio de discussões sobre empregos/desemprego, ordem e sindicatos...Muitas vezes fiquei desanimado por ver este tópico algo esquecido e não participarem...mesmo que fosse incluindo novos tópicos...novas ideias...ainda bem que o debate voltou. Espero sinceramente que seja para se manter.
Título: Re: Poema do Idoso
Enviado por: butterfly92195 em Dezembro 19, 2008, 18:54:37
Citação de: enfsergio
Se meu andar é hesitante
e minhas mãos trêmulas, ampare-me.
Se minha audição não é boa, e tenho de me
esforçar para ouvir o que você
está dizendo, procure entender-me.
Se minha visão é imperfeita
e o meu entendimento escasso,
ajude-me com paciência.
Se minha mão treme e derrubo comida
na mesa ou no chão, por favor,
não se irrite, tentei fazer o que pude.
Se você me encontrar na rua,
não faça de conta que não me viu.
Pare para conversar comigo. Sinto-me só.
Se você, na sua sensibilidade,
me ver triste e só, simplesmente partilhe comigo um sorriso e seja solidário.
Se lhe contei pela terceira vez a mesma história num
só dia, não me repreenda, simplesmente ouça-me.
Se me comporto como criança, cerque-me de carinho.
Se estou doente e sendo um peso, não me abandone.
Se estou com medo da morte e tento negá-la,
por favor, ajude-me na preparação para o adeus.


(Autor Desconhecido)



numa aula de saude geriatrica o meu prof referiu este poema que esta sem duvida maravilhoso!!

:P
kiss
Título: Re: Poema do Idoso
Enviado por: Miss Nurse em Dezembro 19, 2008, 21:07:04
Também já conhecia esse poema...Aqui vai outro que já tenho no meu blog há algum tempo:
"Mensagem à terceira idade"

O tempo vai passando
e o sofrimento e as lágrimas
abrem caminhos ao passar
a que os homens chamam rugas.
Vossos olhos são pássaros
cujas asas cruzam os céus
sem caminhos...

Há muito pouco tempo
a Primavera sorria
nos ninhos dos passarinhos!
Depois vem o Verão
que trouxe a experiência
da certeza dos caminhos.
Breve surgiu o Outono
de riso triste e magoado
e com ele o sofrimento
que nos conduz à verdade.
A vida é curta mas bela!
É tão frágil a alegria
como uma gota de orvalho
dançando nas flores
em perpétua harmonia.
Bate à porta o Inverno;
Há frio, dor e turbilhão...
Mas não serão todos eles
frutos da mesma estação?
As pessoas não têm idade.
Os anos passam apenas.
Vós precisais da bengala
do nosso carinho e força.
Nós queremos a riqueza
da vossa experiência
que nenhum livro iguala.

Acreditai sempre no Amor!
Vejam nele a mais bela flor
mesmo que traga dor e solidão,
pois é na força do coração
que está o segredo da alegria
conjugando a noite com o dia.

Os anos passam sem nada poupar.
A frescura e o tempo não se podem reter;
mas há sempre lugar para receber.
Há sempre algo para encontrar
em contínua renovação.
Só é velho a valer,
quem mesmo o quiser ser.

Manuela Mourisca Martins
Título: Re: Poema do Idoso
Enviado por: enfsergio em Dezembro 19, 2008, 21:39:10
Encontrei ao navegar pela net e...gostei :)


Poema

Idoso dá-me carinho
carinho é o idoso
idoso nos ensina
ensina coisas da vida
vida cheia de mistérios
mistérios cheios de vida
vida que vive de coração
coração cheios de mistérios
experiências que valem ouro
ouro é um tesouro
Título: Re: Poema do Idoso
Enviado por: butterfly92195 em Dezembro 23, 2008, 00:40:00
boas!!

aqui vai outro: :D
       
Não importa a idade


Terceira idade, idade da sabedoria e da experiência!
Vida que merece ser vivida,
Não importa a idade.
Terceira idade, vida que merece ser bem vivida, curtida.
Vida que merece respeito, carinho e atenção
De todos que um dia, também lá, chegarão.
Vida que exige família, renda, saúde e educação.
Moradia, ocupação e diversão.
Com Deus sempre presente em cada coração
Para que a vida seja vivida com dignidade e satisfação.
Terceira idade, por que não aceitá-la?
Por que não enfrentá-la?
Por que deixá-la passar se cada estação da vida
Tem o seu perfume, o seu encanto
E a sua luz que faz a vida brilhar?
É preciso ter sempre consigo a esperança
E a vontade de lutar
Pelo direito à vida, que é sagrado, mas que é necessário conquistar.
Terceira idade, vida que merece respeito, carinho e atenção
De todos que um dia, também lá, chegarão.
Precisamos, pois, sensibilizar com mais fervor
Família, poderes públicos e sociedade para que entendam
Que não basta fazer leis, se na prática, esquecem de aplicar.
Que não basta falar de amor, solidariedade e atenção
Se os que estão na terceira idade,
Ainda sofrem o peso da discriminação,
Do desrespeito e o não reconhecimento do seu valor
Como gente, cidadão.
Não importa a idade,
Cada estação da vida merece ser vivida com dignidade
E satisfação.
Terceira idade, caminhemos de mãos dadas
Envolvendo crianças, jovens e adultos,
Família, poderes públicos e sociedade
Buscando construir coletivamente
O sonho de uma realidade,
Para que a pessoa idosa seja vista como gente
E não como um fardo a ser carregado.
Seja vista como cidadã que pensa e pode ser útil e competente
Se a sua vida for com dignidade preservada.
Terceira idade, vida que merece ser vivida, não importa a idade.


de Liduina Felipe de Mendonça Fernandes
Título: Re: Poema do Idoso
Enviado por: Carlas em Dezembro 23, 2008, 11:17:39
Poema ao Idoso

Se encontrares um idoso na rua dá-lhe a mão.
Pois na vida ele já foi o que tu és agora.
Viu o sol nascer e alegrar-lhe o coração.
Sorriu de contentamento à vida.
Sofreu também, algumas vezes.
Trabalhou arduamente e colheu os frutos.
Hoje a saudade é infi nita, vive da recordação.
Lindos eram os tempos que tão longe vão.
Oferece-lhe o teu sorriso.
Escuta-lhe a sua voz trémula de cansaço.
Trata-o com carinho.
Ele o idoso vai sentir-se tão bem.


ESMERALDA SANTOS
Enfermeira da Consulta Externa do Hospital de Egas Moniz.
in "Jornal do Centro - Outubro 2006"
Título: Re: Poema do Idoso
Enviado por: CCAV em Dezembro 24, 2008, 01:03:20
Já agora...

Mais um poema, achei lindo!

http://www.youtube.com/watch?v=6SG3zmp6t0Q (http://www.youtube.com/watch?v=6SG3zmp6t0Q)

Abraços
Título: Re: Poema do Idoso
Enviado por: rutematos em Dezembro 24, 2008, 01:39:09
Embora só conhecesse o primeiro poema deste tópico achei brilhantes todos os outros.
É uma área na qual trabalho diariamente e pessoas pelas quais nutro um enorme carinho.
Bem hajam  :)
Título: Re: Poema do Idoso
Enviado por: **Inês** em Maio 18, 2009, 23:53:41
Simplesmente fantásticos!
Bomera que se tornassem reais..
Título: Re: Poema do Idoso
Enviado por: AndreiaM. em Setembro 30, 2009, 02:17:15
Lindosssssssssssssssss :D
Título: Re: Poema do Idoso
Enviado por: enfsergio em Novembro 26, 2009, 16:26:56
A propósito de um ensaio sobre a velhice, um admirável poema de Yeats:

WHEN you are old and gray and full of sleep,
And nodding by the fire, take down this book,
And slowly read, and dream of the soft look
Your eyes had once, and of their shadows deep;

How many loved your moments of glad grace,
And loved your beauty with love false or true,
But one man loved the pilgrim soul in you,
And loved the sorrows of your changing face;

And bending down beside the glowing bars,
Murmur, a little sadly, how Love fled
And paced upon the mountains overhead
And hid his face among a crowd of stars.
Título: Re: Poema do Idoso
Enviado por: enfsergio em Junho 25, 2010, 22:45:16
O Velho
Chico Buarque

O velho sem conselhos
De joelhos
De partida
Carrega com certeza
Todo o peso
Da sua vida
Então eu lhe pergunto pelo amor
A vida inteira, diz que se guardou
Do carnaval, da brincadeira
Que ele não brincou
Me diga agora
O que é que eu digo ao povo
O que é que tem de novo
Pra deixar
Nada
Só a caminhada
Longa, pra nenhum lugar

O velho de partida
Deixa a vida
Sem saudades
Sem dívida, sem saldo
Sem rival
Ou amizade
Então eu lhe pergunto pelo amor
Ele me diz que sempre se escondeu
Não se comprometeu
Nem nunca se entregou
E diga agora
O que é que eu digo ao povo
O que é que tem de novo
Pra deixar
Nada
E eu vejo a triste estrada
Onde um dia eu vou parar

O velho vai-se agora
Vai-se embora
Sem bagagem
Não sabe pra que veio
Foi passeio
Foi passagem
Então eu lhe pergunto pelo amor
Ele me é franco
Mostra um verso manco
De um caderno em branco
Que já fechou
Me diga agora
O que é que eu digo ao povo
O que é que tem de novo
Pra deixar
Não
Foi tudo escrito em vão
E eu lhe peço perdão
Mas não vou lastimar
Título: Re: Poema do Idoso
Enviado por: enfsergio em Junho 25, 2010, 22:52:55
O Velho
Antônio Marcos
Compositor: Sérgio Bittencourt - César Costa Filho

O velho,
Olha a vida que viveu,
Os momentos que morreu, e chora!

O velho,
Traz nos passos, mil caminhos,
Num olhar, nas mãos, espinhos de agora!

O velho,
Olha a velha do seu lado,
Estrangula o seu passado, e cala!

O velho,
Não tem dor nem alegria,
Suas mãos estão vazias, não fala!

O velho,
Junta sonhos dos seus restos,
E o cansaço dos seus gestos é enorme!

O velho,
Guarda lágrima contida,
Pensa em Deus e xinga a vida, e dorme!

O velho,
Guarda lágrima contida,
Pensa em Deus e xinga a vida, e dorme,
E dorme, e dorme!



Obs.: Álbum de 1975.
Título: Re: Poema do Idoso
Enviado por: LilianaS em Junho 26, 2010, 08:45:10
Ola Pessoal!
Que bom ver estes comentarios aqui a enaltecer os nossos idosos!! Eu trabalho com a 3a idade ha 3 anos (a tempo inteiro) e fico muito triste quando colegas da nossa profissao e de outras profissoes me dizem "Ai...trabalhas com velhotes?" Esta gente deve achar que nao vai para velhote!!!!LOL Isto é um desabafo...mas a verdade é que este trabalho nao é muito valorizado...ha concursos que nem sequer conta como experiencia profissional...enfim! continua a haver a ideia que o enfermeiro no lar so "faz pensos"....desculpem mas eu tive que por o que os enfermeiros nossos colegas dizem!!!
Entao...vou vos dizer...gosto muito do que faço e se estivesse perto de casa era isto que eu queria fazer para o resto da vida...trabalhar com idosos! Os nossos idosos sao pilares da nossa sociedade, fontes de conhecimento...eu aprendo com eles como sempre aprendi com os meus avos!!!As vezes acho que alguns colegas nao devem nunca visitar os seus avos!!!
So tenho pena do nosso SNS  e Seg. Social nao pensar da mesma forma (?)...temos tantos idosos com tantas dificuldades e os recursos nao chegam para todos...ou por que nao querem  ou porque nao podem (contençao de custos)....ou porque os que tem dinheiro é que acabam por ter acesso a tudo...ou porque como diziam ontem no 4º congresso do Idoso continuamos a dar tanto valor ao nascimento quando a morte tem tantas ou mais necessidades do que o nascimento!!
Desculpem o meu desabafo mas penso que a mentalidade em relaçao aos idosos ainda tem que evoluir muito...para que os lares nao sejam apenas os "depositos de idosos"!!!

Cumprimentos para todos!
Título: Re: Poema do Idoso
Enviado por: LigMag em Dezembro 17, 2010, 18:39:58
Porque acho que os velhinhos também são o melhor do mundo:

Parado e atento à raiva do silêncio
de um relógio partido e gasto pelo tempo
estava um velho sentado no banco de um jardim
a recordar fragmentos do passado
na telefonia tocava uma velha canção
e um jovem cantor falava da solidão
que sabes tu do canto de estar só assim
só e abandonado como o velho do jardim?
o olhar triste e cansado procurando alguém
e a gente passa ao seu lado a olhá-lo com desdém
sabes eu acho que todos fogem de ti pra não ver
a imagem da solidão que irão viver
quando forem como tu
um velho sentado num jardim
passam os dias e sentes que és um perdedor
já não consegues saber o que tem ou não valor
o teu caminho parece estar mesmo a chegar ao fim
pra dares lugar a outro no teu banco do jardim
o olhar triste e cansado procurando alguém
e a gente passa ao seu lado a olhá-lo com desdém
sabes eu acho que todos fogem de ti pra não ver
a imagem da solidão que irão viver
quando forem como tu
um resto de tudo o que existiu
quando forem como tu
um velho sentado num jardim.


Mafalda Veiga (velho)
Ouçam a música que também é muito bonita!

Beijinhos***
Título: Re: Poema do Idoso
Enviado por: acalcao em Janeiro 17, 2012, 21:13:02
http://www.youtube.com/watch?v=iRA50ylowro (http://www.youtube.com/watch?v=iRA50ylowro)
Título: Re: Poema do Idoso
Enviado por: enfsergio em Janeiro 19, 2012, 13:53:06
Poema dedicado aos idosos...
"Mensagem à terceira idade"

 

O tempo vai passando
e o sofrimento e as lágrimas
abrem caminhos ao passar
a que os homens chamam rugas.
Vossos olhos são pássaros
cujas asas cruzam os céus
sem caminhos...

 
Há muito pouco tempo
a Primavera sorria
nos ninhos dos passarinhos!
Depois vem o Verão
que trouxe a experiência
da certeza dos caminhos.
Breve surgiu o Outono
de riso triste e magoado
e com ele o sofrimento
que nos conduz à verdade.
A vida é curta mas bela!
É tão frágil a alegria
como uma gota de orvalho
dançando nas flores
em perpétua harmonia.
Bate à porta o Inverno;
Há frio, dor e turbilhão...
Mas não serão todos eles
frutos da mesma estação?
As pessoas não têm idade.
Os anos passam apenas.
Vós precisais da bengala
do nosso carinho e força.
Nós queremos a riqueza
da vossa experiência
que nenhum livro iguala.

Acreditai sempre no Amor!
Vejam nele a mais bela flor
mesmo que traga dor e solidão,
pois é na força do coração
que está o segredo da alegria
conjugando a noite com o dia.

 
Os anos passam sem nada poupar.
A frescura e o tempo não se podem reter;
mas há sempre lugar para receber.
Há sempre algo para encontrar
em contínua renovação.
Só é velho a valer,
quem mesmo o quiser ser.

 
Manuela Mourisca Martins
Título: Re: Poema do Idoso
Enviado por: RaquelSofia7 em Janeiro 19, 2012, 23:53:32
adoreí. definitivamente que é a minha área de eleição na enfermagem *.*
Título: Re: Poema do Idoso
Enviado por: enfsergio em Janeiro 20, 2012, 12:57:40
sem dúvida que esta é uma excelente área, onde os enfermeiros podem intervir em diferentes níveis.

@RaquelSofia7 participa activamente aqui no forumenfermagem na Proto-especialidade: Saúde do Idoso e Geriátrica