Forumenfermagem

Áreas de Intervenção Clínica => Competência acrescida: Tratamento de Feridas => Tópico iniciado por: enfarfr em Janeiro 18, 2008, 19:29:09

Título: Éter em úlceras venosas
Enviado por: enfarfr em Janeiro 18, 2008, 19:29:09
Olá pessoal!

Sim o assunto é mesmo éter em úlceras venosas...

Tenho um utente que foi a uma consulta a um cirurgião vascular que passou uma guia de tratamento onde se lê "lavagem das feridas com éter"...

Quando li fiquei a olhar para aquilo, fui perguntar ao médico da minha equipa e ele respondeu: Se a cirurgia vascular prescreveu... Eles é que são os especialistas...

O que é verdade é que o tratamento já tem vindo a ser realizado há cerca de 6 meses e as feridas evoluem muito lentamente... Mas em dois dias (após ter ido à dita consulta, na qual foi realizada lavagem com éter) as feridas evoluiram substancialmente!

Digam de vossa justiça!
Título: Re: Éter em úlceras venosas
Enviado por: betisinha em Janeiro 18, 2008, 20:44:49
nunca vi nada tao disparatado
eu recusar me ia a cumprir tal prescrição
abraço

isto há cada cirurgiao vascular!!
Título: Re: Éter em úlceras venosas
Enviado por: Álvaro Matos em Janeiro 18, 2008, 20:55:00
Citação de: betisinha
nunca vi nada tao disparatado
eu recusar me ia a cumprir tal prescrição
Não faço a menor ideia quanto à utilização do Éter no tratamento de feridas.
Mas quando a colega ,diz o que diz ,parto do pressuposto que terá mais dados.
Seria útil que os partilhasse aqui.
Título: Re: Éter em úlceras venosas
Enviado por: enfarfr em Janeiro 18, 2008, 21:33:53
Citação de: betisinha
nunca vi nada tao disparatado
eu recusar me ia a cumprir tal prescrição
abraço

isto há cada cirurgiao vascular!!

Pois é mas como o cirurgião vascular é chefe de serviço e tem uma ligação ao Conselho Inglês de Angiologia... É o que diz no cima da prescrição, na parte da identificação...

E já agora com que base é que diz que é disparatado? Eu tive a pesquisar e não encontrei nada... nem a favor nem contra...

Cumprimentos.
Título: Re: Éter em úlceras venosas
Enviado por: FysGa em Janeiro 18, 2008, 22:57:30
Sobre esse assunto recomendo a leitura deste artigo, talvez seja mais esclarecedor:

http://visaoenfernaldacoisa.blogs.sapo.pt/3437.html (http://visaoenfernaldacoisa.blogs.sapo.pt/3437.html)
Título: Re: Éter em úlceras venosas
Enviado por: enfsergio em Janeiro 19, 2008, 14:02:08
éter em úlceras venosas?

nunca tinha ouvido...mas se a cirurgia vascular prescreveu...se existirem estudos sobre o caso...porque não acreditar?

estamos aqui para aprender...
Título: Re: Éter em úlceras venosas
Enviado por: Álvaro Matos em Janeiro 19, 2008, 14:40:17
Citação de: FysGa
Sobre esse assunto recomendo a leitura deste artigo, talvez seja mais esclarecedor:

 (http://http)
Que a compressão é essencial no tratamento das ulceras venosas há muito tempo que eu cheguei a essa conclusão. Há mais de dez anos que utilizo a terapia compressiva.
Mas o que está aqui em causa é saber se o Éter tem potencialidades,perceber o mecanismo de actuação,ou simplesmente concluir que é placebo.
Título: Re: Éter em úlceras venosas
Enviado por: EnfAF em Janeiro 19, 2008, 16:02:57
Nunca ouvi falar em tal... mas não digo que não possa ser possível, estamos sempre a aprender não e?!
Título: Re: Éter em úlceras venosas
Enviado por: betisinha em Janeiro 19, 2008, 18:15:25
se eu entendi bem  o éter destinava-se apenas a lavar a ferida. ora para lavar nao so a úlceras venosa como toda a perna o ideal é água norna e sabao.
as úlceras venosas só se tratam com compressao nao há nada a fazer!
Título: Re: Éter em úlceras venosas
Enviado por: enfarfr em Janeiro 19, 2008, 18:46:34
Citação de: betisinha
se eu entendi bem  o éter destinava-se apenas a lavar a ferida. ora para lavar nao so a úlceras venosa como toda a perna o ideal é água norna e sabao.
as úlceras venosas só se tratam com compressao nao há nada a fazer!

Olá!

Pois eu já lavo com água morna a perna aí há 6 meses... E a evolução é muito lenta... O doente em questão, que já vem a ser acompanhado há uns valentes meses na cirurgia vascular do seu hospital de referência não via evolução na ferida... E foi, por sua vontade, à consulta privada...

Eu estava a lavar a ferida com água morna e a aplicar Inadine (devido à sua acção germicida) e Actisorb Silver (acção adsorvente e germicida, já que a ferida apresentava cheiro acentuado)... 3 vezes por semana.

A alteração que o médico fez foi passar a fazer lavagem com éter e aplicar o Actisorb Silver sem o invólucro (sim eu sei que não se deve retirar o invólucro), não tendo mencionado terapia compressiva. Confesso que não tenho experiência na aplicação da terapia compressiva.

O que é verdade que o penso foi feito na consulta numa quarta (com éter) e na sexta a ferida tinha evoluido notoriamente e não apresentava cheiro.

Na próxima vez que realizar o penso vou fotografar a ferida e acompanhar a evolução através de fotografias, que colocarei à posteriori aqui no FE.

Cumprimentos.
Título: Re: Éter em úlceras venosas
Enviado por: Son_Goku em Janeiro 20, 2008, 13:08:27
Um só caso não é representativo de nada nem poderá indicar ou contra-indicar um determinado procedimento. O uso de éter nas feridas não está documentado nem existem estudos sobre tal procedimento. É uma questão de tratar uma série de pacientes selecionados com esse método e no final fazer um levantamento dos resultados.
Título: Re: Éter em úlceras venosas
Enviado por: ana parece em Janeiro 21, 2008, 19:11:26
olá!!
1º o mais indicado actualmente para a lavagem de úlcera de perna é água a 37ºc e sabão neutro, e limpeza com Soro Fisiológico à mesma temperatura, para remoção de algum sabão (apesar de haver estudos q contraindicam a sua utilização).
apesar de lavares o membro à 6 meses c água e sabão, e não veres grande melhoria, é por não ser única exclusivamente da responsabilidade da água e sabão a melhoria de uma úlcera de perna, mas sim devido aos antecedentes pessoais do doente, nutrição, hidratação, medicação, adesão às medidas terapêuticas, etc, etc... por isso é dificil a melhoria das úlceras de perna!!!! e por a terapia compressiva ser a mais indicada na cicatrização de úlceras de origem venosa, visto que dizes que não tens muita experiência na terapia compressiva.

2º coisa: utilizar 2 pensos (Inadine e actisorb silver) é gasto de material. Isto porque como dizes e bem, o inadine tem uma acção germicida, e por isso ao controlar a infecção, seja exsudado, ou outro sinal, também controla o odor. Ou optas por um ou pelo outro.
 Se a ferida apresentava cheiro muito desagradável, é porque podias estar perante uma infecção!!! o doente poderia precisar de alguma antibiótico sistémico, era preciso realizar exames bacteriológicos.

3º de acordo com os estudos mais actuais, uma úlcera de origem venosa, só cicatriza se tiver terapia compressiva. assim deve relizar-se ecodoppler, e aplicar ligaduras de curta/ longa tracção.

4º - tenho, de acordo com a evidência, constatado melhoria de úlceras venosas com clorohexidina a 0,2%, sendo esta uma solução anti séptica. Por isso não me admiro q possam haver melhorias com éter.

cumprimentos
 
e boa sorte!!!
Título: Re: Éter em úlceras venosas
Enviado por: NiniSF em Janeiro 22, 2008, 00:46:19
O saber construido na base do que observamos na nossa prática diária é saber empirico. O saber baseado na evidência é aquele que se constrói sobre estudos e investigações comprovados e publicados... este chavão da evidência infelizmente vai-se repetindo muitas x por estes lados... de acordo com a evidência a clorehexidina é inactivada pela presença de material orgânico.
Relativamente ao resto da lição nada de novo... o que é mesmo novo é esta do éter que de acordo com a evidência não tem provado ter qq tipo de utilidade mas de acordo com a prática ... faz lembrar aquela: não acredito em bruxas pero que las ai ai. Parece que temos que manter a mente aberta...
Gostava muito de ir vendo essas fotos

cumprimentos.
Título: Re: Éter em úlceras venosas
Enviado por: Esquiloatento em Janeiro 22, 2008, 14:48:00
De facto achei estranho o uso de éter no tratamento de feridas, mas esta é uma área recheada de novos produtos e de normativas actualizadas para um desempenho mais ou menos standardizado dos profissionais de saúde. O Betadine é e foi usado muitos anos e há quem diga que não se deve usar.  O mercúrio-cromo tb foi usado durante anos e agora já há estudos a evidenciar o seu uso nocivo. Talvez um dia se venha a usar o éter e só passado uns anos haja estudos que comprovem o seu uso nocivo.
Para aqueles que cumpram este tipo de prescrições, tenham cuidado pois penso ser uma intervenção pouco estudada.
Título: Re: Éter em úlceras venosas
Enviado por: enf.cat.denis em Janeiro 22, 2008, 16:03:06
olá pessoal

Durante o meu estagio em cuidados continuados um dos Sr. assitidos tinha uma ulcera venosa que era maioritariamente constituida por tecido de epitelização e em algumas zonas tecido de granulação. O penso era feito 3x por semana no domicilio e encontrava-se sempre repassado com grande quantidade de exsudado.
Na ultima visita domiciliaria que realizei a esse Sr. o enfermeiro efectuou limpeza da ulcera com eter.
Como desconhecia o procedimento perguntei ao enfermeiro o porquê da utilização de eter, ao que ele me respondeu que iria controlar o exsudado (no dia em questão encontrava-se amarelo esverdeado e com odor desagradável- também foi prescrito antibiotico (ou foi pedido ao médico para prescrever antibiotico-já não me recordo). O meu estagio terminou no dia seguinte e não tive oportunidade de verificar a evolução da ulcera.
Na altura pesquisei documentação que fundamentasse este procedimento mas não encontrei.
Se alguém tiver informação sobre este tema era interessante partilha-la...
beijocas :D
Título: Re: Éter em úlceras venosas
Enviado por: mariamariamaria em Janeiro 22, 2008, 20:30:13
Olá,

Esta do éter também é nova para mim, mas se resultar...

Penso é que tem de valer mesmo a pena, pois deve ser extremamente doloroso aplicar éter em feridas.

Abraço.
Título: Re: Éter em úlceras venosas
Enviado por: João Pedro em Janeiro 22, 2008, 21:50:29
Compressão e controle de um ambiente húmidosão dois princípios fundamentais para o tratamento de úlceras venosas!

O éter seca a ferida e é tóxico para os tecidos vivos!

Só em caso de um estudo científico que comprove a eficácia deste tratamento é que actuaria por auto-iniciativa nesse sentido!!
Título: Re: Éter em úlceras venosas
Enviado por: Álvaro Matos em Janeiro 22, 2008, 21:51:21
Citação de: NiniSF
O saber construído na base do que observamos na nossa prática diária é saber empírico. O saber baseado na evidência é aquele que se constrói sobre estudos e investigações comprovados e publicados...
Só discordo do publicado. Como me deva sentir, quando observando o que refere, (admitindo que no inicio foi talvez por tentativa e erro), mas ao longo destes anos consegui cicatrizar úlceras venosas, nalguns casos com anos de evolução utilizando Soluto de Dakin e depois aparecem colegas que me dizem que o S. Dakin é muito bom para lavar WC.
Como alguém aqui diz um dois casos não são significativos, mas quando se fala em vinte, trinta ou mais casos, apesar de estar na moda dizer mal do Dakin, obrigaria a um outro tipo de abordagem.
A única coisa que eu não queria, mas é o que começo a ver ,que é não serem os Enfermeiros a decidirem do tratamento a efectuar, mas cada vez mais reféns do que a indústria farmacêutica, paulatinamente vai impondo. Será por capricho dos deuses que os patrocinadores de eventos relacionados com o tratamento de feridas ,são para variar os laboratório A,B ou C detentores desses produtos.
Há realmente muitos produtos bons no mercado,o problema coloca-se é no quando e como utilizar.
Alguém com experiência no tratamento de feridas acredita na possibilidade que alguns aqui advogam que para a  ferida X, tratamento Y.
Cada ferida tem forçosamente de ter um tratamento diferenciado, tudo é relevante por vezes de  pequeníssimos pormenores depende o sucesso.
Uma coisa jamais abrirei mão que é fazer o melhor que a minha consciência me aconselha no sentido de fazer o melhor para o utente.
E como diz o poeta,só vou por onde me levam os meus próprios passos.
Sou como o São Tomé ,tenho de ver para acreditar.
Título: Re: Éter em úlceras venosas
Enviado por: lmgnns em Janeiro 23, 2008, 21:49:15
Olá

Este assunto das feridas é um assunto muito controverso, pois há muitas ideias sobre o assunto, acho até que é um dos assuntos mais badalados em congressos e formações. Para a nova geração o Dakin está a perder terreno, já há muitos estudos sobre os novos produtos, e, digo que as formações em hospitais (falo do que sei) são patrocinadas pelos laboratórios é há sempre pessoal do departamento farmaceutico envolvido. Veja-se o preço desses produtos, se fossem os utentes a suportar a despesa nem entravam no mercado, assim como é o estado a suportar, não faz mal...

Actualmente também já se fala na água oxigenada como um dos melhores desinfectantes, até já tenho tratado feridas com o Crystacide à base de H2O2 (peroxido de hidrogenio - água oxigenada) com bons resultados, mas nem sempre...

Já tratei também feridas com açucar, com prescrição, com bons resultados e mais que um caso, mas sempre do mesmo médico. Por isso acho um assunto muito controverso, e muito sinceramente acho que por vezes a grande dificuldade é precisamente em controlar o utente. Porque, as feridas mais dificeis de tratar são aquelas em que os utentes não aguentam o tratamento que se lhes faz, por dores, por hábitos de higiene, por hábitos alimentares, enfim por falta de regras... e como vão ao centro de saúde e não pagam, querem é aquilo que lhes custe menos e doa menos mesmo que tenham de fazê-lo durante anos.

Outros terão tido outras experiências, mas uma coisa é certa para curar este tipo de feridas é preciso muita persistência...
Título: Re: Éter em úlceras venosas
Enviado por: gerard em Fevereiro 14, 2009, 10:30:55
Caros colegas pensos com eter em qualquer tipo de ferida vai completamente contra o pricipio basico de cicratização- esse mais que estudado e baseado em claras evidências CIENTIFICAS- que é secar um leito de ferida. Não se devera portanto empiricamente e por sorte olhar para um procedimento que por qualquer razão( pois o processo é multifactorial) deu "certo" num utente tem que dar em outro, temos que trabalhar na evidencia de estudos que poderam evoluir isso é normal mas são os que existem que nos dão maior segurança. Quanto ás prescrições médica sobre feridas temos que ter em conta que estas são avalições que são realizadas num determinado momento por um clinico que realiza o seu juizo critico ou "não" depende do seu rigor de competencias e portanto sera utilizado como informação para quem realiza o penso, pergunto se o penso não sera um exercicio constante de juizo critico? claro que sim, portanto não há que ter medo de avançar com procedimentos cientificos, claro sempre bem registados e fundamentados, quanto ao resto não Há que ter receios. Temos que desmitificar medos antigos, estamos noutra era ou deveriamos estar, temos que trabalhar em EQUIPA em Prol de um utente que pouco lhe importa como se faz o penso mas sim a COMPETENCIA de como se FAZ. Bom Trabalho a todos e saudações.