Social:
quarta, 12 maio 2010 02:27

Barómetro Forumenfermagem: Que futuro para a Profissão?

Escrito por  Enf. Pedro Machado, Enf. Pedro Silva, Enf. José Martins

Índice

 

1 - Registos

Os participantes expressam uma opinião clara: apesar de 45% ainda elaborarem maioritariamente registos de Tipo I (contra 36% que os elaboram do Tipo II), 58% discorda que registos do Tipo I (registos por extenso, em formato papel, não contemplam linguagem comum e traduzem apenas a continuidade de cuidados e a protecção legal) sejam os mais correctos, que sejam mais fáceis de elaborar (56%), mais rápidos (61%), facilitam a investigação (70%), traduzam o trabalho de enfermagem (53%), traduzam os ganhos em saúde decorrentes dos cuidados de Enfermagem (56%).

 

Face aos registos do Tipo II (registos em formato informático, sucintos, que contemplam linguagem comum e traduzem-se em indicadores de cuidados de enfermagem, para além da continuidade de cuidados e protecção legal) 70% refere ser a forma mais correcta, 64% refere a facilidade de elaboração, 63% a rapidez, 77% os contributos para a investigação, 41% a tradução do trabalho de enfermagem e 69% o fomento da participação activa/contribuição dos cuidados de Enfermagem na Gestão em Saúde. Estes números expressam uma percepção consonante e dirigida à necessidade cada vez mais premente dos enfermeiros demonstrarem a qualidade, mas também a expressão material e numérica do que é o seu trabalho. O registo de dados do Tipo I tem resultado na incapacidade de gerar indicadores de saúde sensíveis aos cuidados de enfermagem, isto é, indicadores que se pode afirmar serem o resultado directo e cabal dos cuidados de enfermagem, o que tem diminuído a importância dos cuidados de Enfermagem pelos novos gestores hospitalares, assim como pelas administrações e demais instituições que avaliam o trabalho dos enfermeiros. No entanto, observamos que já 36% dos participantes elaboram maioritariamente registos do Tipo II, o que vai de encontro á nova ideologia de produção de informação pelos enfermeiros, produção esta que facilita os processos de investigação e aumento do conhecimento no seio da disciplina, melhorando assim o seu reconhecimento social e profissional. Esta nova “corrente” está patente na proposta de 2007 da Ordem dos Enfermeiros do “Resumo mínimo de dados e core de indicadores de enfermagem para o repositório central de dados da saúde” (entre outras iniciativas), a qual pretende definir a implementação de um resumo de dados de enfermagem, que constituam a base de indicadores de cuidados de Enfermagem.

 

Relativamente ao sistema de classificação de doentes, 44% acredita que é uma ferramenta de gestão verdadeiramente útil, na medida que permite, com rigor e veracidade, destacar/dispensar elementos de enfermagem para o dia seguinte, ainda assim 33% não tem opinião formada sobre o assunto e 23% discorda (possivelmente porque nalguns locais de prestação de cuidados este já se encontra desactualizado e desfasado da realidade, contemplando ponderações erróneas sobre alguns cuidados de enfermagem e esquecendo outros).

 

 

 

 

1.1 - Qual o seu nível de concordância em relação às seguintes situações e o seu impacto na Enfermagem enquanto profissão e disciplina científica autónoma

Os registos de Tipo I (registos por extenso, em formato papel, não contemplam linguagem comum e traduzem apenas a continuidade de cuidados e a protecção legal) constituem a forma mais correcta de elaboração de registos;

Discordo em absoluto

138 14%
Discordo 425 44%
Não concordo nem discordo 244 25%

Concordo

150 15%
Estou totalmente de acordo 17 2%

 

 

 

Os registos de Tipo I são mais fáceis de elaborar;

Discordo em absoluto

89 9%
Discordo 453 47%
Não concordo nem discordo 235 24%

Concordo

184 19%
Estou totalmente de acordo 13 1%

 

 

 

Os registos de Tipo I são mais rápidos de elaborar;

Discordo em absoluto

129 13%
Discordo 468 48%
Não concordo nem discordo 199 20%

Concordo

163 17%
Estou totalmente de acordo 15 2%

 

 

 

Os registos de Tipo I facilitam a Investigação no seio da Disciplina de Enfermagem;

Discordo em absoluto

283 29%
Discordo 403 41%
Não concordo nem discordo 203 21%

Concordo

73 7%
Estou totalmente de acordo 12 1%

 

 

 

Os registos de Tipo I traduzem verdadeiramente o trabalho realizado pelos Enfermeiros;

Discordo em absoluto

180 18%
Discordo 341 35%
Não concordo nem discordo 249 26%

Concordo

174 18%
Estou totalmente de acordo 30 3%

 

 

 

Os registos de Tipo I traduzem os ganhos em saúde decorrentes dos cuidados de Enfermagem;

Discordo em absoluto

179 18%
Discordo 373 38%
Não concordo nem discordo 271 28%

Concordo

137 14%
Estou totalmente de acordo 14 1%

 

 

 

Os registos de Tipo II (registos em formato informático, sucintos, que contemplam linguagem comum e traduzem-se em indicadores de cuidados de enfermagem, para além da continuidade de cuidados e protecção legal) constituem a forma mais correcta de elaboração de registos;


Discordo em absoluto

8 1%
Discordo 84 9%
Não concordo nem discordo 197 20%

Concordo

442 45%
Estou totalmente de acordo 243 25%

 

 

 

Os registos de Tipo II são mais fáceis de elaborar;

Discordo em absoluto

13 1%
Discordo 121 12%
Não concordo nem discordo 213 22%

Concordo

470 48%
Estou totalmente de acordo 157 16%

 

 

Os registos de Tipo II são mais rápidos de elaborar;

Discordo em absoluto

16 2%
Discordo 124 13%
Não concordo nem discordo 214 22%

Concordo

443 45%
Estou totalmente de acordo 177 18%

 

 

Os registos de Tipo II facilitam a Investigação no seio da Disciplina de Enfermagem;

Discordo em absoluto

5 1%
Discordo 54 6%
Não concordo nem discordo 166 17%

Concordo

466 48%
Estou totalmente de acordo 283 29%

 

 

 

Os registos de Tipo II traduzem verdadeiramente o trabalho realizado pelos Enfermeiros;

Discordo em absoluto

36 4%
Discordo 206 21%
Não concordo nem discordo 333 34%

Concordo

300 31%
Estou totalmente de acordo 99 10%

 

 

 

Os registos de Tipo II facilitam a participação activa/contribuição dos cuidados de Enfermagem na Gestão em Saúde.

Discordo em absoluto

13 1%
Discordo 62 6%
Não concordo nem discordo 227 23%

Concordo

514 53%
Estou totalmente de acordo 158 16%

 

 

 

No seu local de trabalho, os registos que elabora são, maioritariamente…

Tipo I 434 45%
Tipo II 355 36%
Não se aplica 185 19%

 

 

 

O Sistema de Classificação de Doentes é uma ferramenta verdadeiramente útil, na medida que permite, com rigor e veracidade, destacar/dispensar elementos de enfermagem para o dia seguinte.

Discordo em absoluto

79 8%
Discordo 145 15%
Não concordo nem discordo 318 33%

Concordo

341 35%
Estou totalmente de acordo 91 9%


 


Ler 29790 vezes