Social:
segunda, 25 agosto 2014 00:00

Doentes críticos em risco no hospital da Feira

No Hospital de S. Sebastião, faltam cerca de 40 médicos

Nos serviços mais críticos - urgência e unidades de cuidados intensivos e intermédios -, a escassez de recursos está a colocar em risco a segurança dos doentes.

O Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga - de que o Hospital da Feira é a unidade mais importante - registou, nos últimos anos, uma verdadeira sangria de quadros. Atualmente, faltam cerca de 40 médicos em 14 especialidades, apurou o JN junto da Ordem dos Médicos, que recolheu informações sobre o quadro previsto para a unidade hospitalar e o número efetivo de profissionais.

FONTE: http://bit.ly/XKTTTH

Ler 1418 vezes