Social:
terça, 29 julho 2014 14:27

42 diretores de serviço do Garcia de Orta denunciam situações graves no hospital

O documento,citado pela agência Lusa, é subscrito por 42 diretores, que representam a Comissão Médica do Hospital Garcia de Orta, e foi enviado para o Ministério da Saúde, a Ordem dos Médicos, grupos parlamentares da Assembleia da República, entre outros.

Um dos subscritores do documento, que não quis ser identificado, revelou as suas apreensões, considerando que a qualidade do serviço está ameaçada.

Este médico, e diretor de serviço, adiantou à Lusa que a falta de pessoal já levou à paralisação de blocos operatórios, nomeadamente por carência de especialistas.

O médico lamentou que o Hospital Garcia de Orta, que atende toda a região do sul de Portugal, não seja tratado da mesma forma do que outros hospitais em Lisboa, reconhecendo que a instituição não tem a mesma força do que o Hospital de São João, no Porto, cujas reivindicações -- algumas das quais comuns aos dois hospitais -- foram cumpridas após ameaça de demissão dos diretores de serviço.

O clínico disse que, para já, não está decidida uma demissão em bloco, mas garante que estão a ser ponderadas medidas mais duras.

FONTE: http://bit.ly/1qIDlIH

Ler 1132 vezes