Social:
sábado, 19 julho 2014 19:09

Enfermeiros de Santarém fazem ultimato ao ministério

 

Os enfermeiros do Hospital de Santarém fizeram esta sexta-feira um ultimato ao Ministério da Saúde, ameaçando que se até dia 14 de agosto não for desbloqueada a contratação de profissionais, vão tomar uma muito drástica.

Os enfermeiros reuniram durante cerca de duas horas em plenário, tendo reforçado o seu estado de exaustão motivado pela enorme carência de profissionais.

Em declarações à agência Lusa, a responsável pela delegação de Santarém do Sindicato dos Enfermeiros, Helena Jorge, referiu que as formas de luta a adotar obrigarão o Ministério da Saúde a dizer quais os serviços que vai fechar e quais os doentes que são prioritários.

“É uma situação que já não tem controlo. Há um nível de exaustão muito grande, com horários completamente ilegais, pois não se cumpre nem o descanso nem as folgas, e os enfermeiros hoje decidiram que não vão continuar neste nível de prestação de cuidados porque já não conseguimos nem cuidar de nós nem dos outros e quando assim é o país deve estar em alerta máximo”, referiu a dirigente.

Na segunda-feira, os enfermeiros vão fazer uma participação à Autoridade para as Condições do Trabalho e à Inspeção Geral da Saúde e solicitar uma reunião à Câmara Municipal de Santarém.

 

Ler 2545 vezes