Social:
domingo, 23 junho 2013 22:55

Enfermeiros querem passar receitas de medicação e exames

Os enfermeiros querem poder prescrever medicamentos e meios auxiliares de diagnóstico, uma medida defendida pelo bastonário da Ordem para prevenir "muitos erros de medicação"

"Os enfermeiros são responsáveis por mais efeitos adversos evitáveis do que qualquer outro profissional de saúde. Logo, se a evidência científica atesta as competências dos enfermeiros para evitar erros de medicação ou efeitos adversos, por que razão não podem os enfermeiros prescrever formalmente fármacos e meios auxiliares de diagnóstico e terapêutica", questiona o bastonário Germano Couto, segundo um comunicado enviado à agência Lusa.

De acordo com a nota, na sessão de abertura do VII Encontro Ibérico de Enfermagem, que decorre em Leiria, Germano Couto recorreu a estudos realizados nos Estados Unidos para indicar que que os enfermeiros detetam 86% de todos os erros de medicação antes de eles ocorrerem.

"Não se trata de substituir uns profissionais por outros nem tão pouco de usurpação de funções, mas de reconhecer o que é uma prática, pois os enfermeiros já prescrevem atualmente", defende a Ordem.

Para o bastonário, esta medida permitiria aos utentes a "efetiva liberdade de escolher o profissional" e ainda acabaria com consultas ou outros atos redundantes.

Segundo a Ordem dos Enfermeiros, o Estado pouparia pelo menos cerca de 1,8 milhões de euros e 150 mil horas de cuidados de médicos de família caso as competências dos enfermeiros especialistas em Enfermagem de Saúde Materna e Obstétrica fossem rentabilizadas no seguimento de grávidas de baixo risco, "sem prejuízo da qualidade assistencial".

O bastonário reiterou ainda a necessidade de criar a figura do enfermeiro de família, que teria um papel fundamental no processo de saúde das famílias, lembrando que as recomendações da Organização Mundial da Saúde vão no sentido de atribuir enfermeiro de família a cada grupo de 1.550 pessoas.

http://www.jn.pt/PaginaInicial/Sociedade/Saude/Interior.aspx?content_id=3283882&page=-1

 

Ler 1286 vezes