Social:

Cebu, Filipinas, 14 nov (Lusa) -- A organização Médicos Sem Fronteiras (MSF) advertiu, esta noite, que muitas vítimas do tufão que devastou as Filipinas ainda não receberam qualquer tipo de ajuda devido a problemas logísticos, seis dias depois da catástrofe.

"Há um grande número de pessoas que ainda não recebeu assistência, especialmente nas ilhas periféricas, onde nem o governo filipino nem as agências internacionais têm conseguido chegar", assinalou a organização não-governamental.

A MSF afirmou estar a utilizar todos os meios possíveis para chegar às zonas afetadas na região central das Filipinas, incluindo ao norte da ilha de Cebu, ao leste da ilha de Samar, à ilha de Panai, e ao oeste da província da Leyte.

Ler mais: http://expresso.sapo.pt/muitas-vitimas-do-tufao-nas-filipinas-sem-qualquer-ajuda-medicos-sem-fronteiras=f840953#ixzz2kdv6UEgZ

É possível mudar de vez a cor dos olhos através de uma pequena cirurgia, que demora apenas 15 minutos em cada vista.

O marido de uma enfermeira, nos Estados Unidos, que adormeceu ao volante e morreu num acidente de viação, depois de ter feito um turno de 12 horas, está a processar o hospital por ter levado a mulher a «trabalhar até à morte».

 Essa constatação pode ser de grande utilidade em países com poucos recursos e má distribuição de trabalhadores sanitários, indica o artigo.

Um programa sueco chamado SMSLifeSaver (ou SMS salvador de vida, em tradução livre) quer reduzir a ocorrência de mortes de pessoas por falta de socorro em casos de paragem cardíaca. Disponível apenas em Estocolmo (capital do país), o serviço encaminha alguém treinado a usar um aparelho de reanimação até à vítima após o envio de um SMS.

 

Investigadores da Universidade de Granada, Espanha, conseguiram demonstrar cientificamente que comer chocolate, afinal, não engorda e que um alto consumo está associado a níveis mais baixos de gordura total (a de todo o corpo) e abdominal.

O número mortes, incapacidades e doenças associadas aos acidentes vasculares cerebrais (AVC), que afetam cada vez mais pessoas mais jovens, poderão duplicar até 2030, segundo um estudo mundial publicado hoje na revista médica The Lancet.

A exposição a edredões e almofadas de penas foi identificada como uma das principais causas da fibrose pulmonar idiopática num estudo clínico realizado no Hospital Vall d'Hebron, de Barcelona, um dos principais centros mundiais de pesquisa da doença.