Social:
quinta, 18 setembro 2014 14:19

Método «inovador» de medicina tradicional chinesa cura a asma infantil

O Centro de Terapias Chinesas (CTC), liderado por Wenqian Chen, especialista com mais de 30 anos de experiência em medicina tradicional chinesa (MTC), desenvolveu um método inovador para curar a asma infantil, e não controlar a doença, como acontece com a medicina convencional.

O tratamento Xiao Er Ding Chuan apresenta resultados imediatos, refere-se em comunicado, na medida em que a crise estabiliza ao fim de uma a três sessões e dentro de algumas semanas a asma recente é curada e ao fim de alguns meses a asma crónica entra em remissão. 


O método Xiao Er Ding Chuan consiste numa massagem Tui-Na infantil, aplicada normalmente na mão esquerda da criança. É, por vezes, utilizado outro método chamado Moxabustão, que utiliza um género de charuto de erva medicinais chinesas para aquecer determinados pontos de acupunctura no corpo.

O tratamento é indolor e não inclui agulhas, permitindo que a criança fique relaxada, calma e até adormeça durante as sessões, garante-se.

Os pais podem aprender os passos principais e básicos deste método, e usar em casa, suplementando as sessões feitas na clínica. No dia em que a criança inicia o tratamento deixa de tomar os medicamentos químicos, excepto a cortisona, que será reduzida em quatro fases, até se conseguir eliminar definitivamente.

Segundo Wenqian Chen, «uma respiração adequada e um bom funcionamento pulmonar são fundamentais para o bem-estar e crescimento adequado da criança, e para um sistema imunitário forte. Os medicamentos usados como primeiro recurso no controlo da asma infantil (bem como de outros problemas respiratórios, a que as crianças são muitas vezes propensas) muitas vezes não só não aliviam o doente, como possuem muitos efeitos secundários. Mais do que isso, esses medicamentos apenas controlam e gerem os sintomas da doença; possivelmente aliviam, mas não tratam, ao contrário dos métodos da medicina tradicional chinesa, que esses sim, permitem uma recuperação completa do organismo do paciente. Não são métodos paliativos para camuflar os sintomas».

Com a continuação dos tratamentos, o doente recupera efectivamente a saúde, o seu sistema imunitário é reforçado, os pulmões funcionam melhor e a asma desaparece por completo. «É importante lembrar que prevenir é sempre melhor do que tratar», remata a mentora do CTC.

Nas últimas décadas tem-se assistido a um aumento da prevalência da asma infantil como provável consequência das mudanças ambientais, das condições climatéricas, dos hábitos e dietas alimentares. A asma é uma doença inflamatória crónica das vias aéreas que provoca episódios recorrentes de pieira, dificuldade respiratória (dispneia), opressão torácica e tosse. É uma das doenças crónicas mais frequentes na criança e actualmente esta doença afecta cerca de 15% das crianças portuguesas.

Ler 1389 vezes