Social:
quinta, 07 agosto 2014 14:58

EUA preparam «estações de quarentena» perante temor de surto de ébola

Os temores de que o surto de ébola se propague para fora do continente africano colocaram as autoridades sanitárias dos EUA em alerta e, embora descartem a possibilidade de uma epidemia, já têm preparado 20 «estações de quarentena» para detectar viajantes infectados.

O medo de que o letal vírus possa estar a um «voo de distância» ficou maior com o...

Os temores de que o surto de ébola se propague para fora do continente africano colocaram as autoridades sanitárias dos EUA em alerta e, embora descartem a possibilidade de uma epidemia, já têm preparado 20 «estações de quarentena» para detectar viajantes infectados.

O medo de que o letal vírus possa estar a um «voo de distância» ficou maior com os recentes casos de vários passageiros infectados que morreram ao chegar ao seu destino na Arábia Saudita e na Nigéria, assim como vários casos suspeitos em Nova Iorque e Ohio, que já foram descartados.

Os CDC (Centros de Controlo e Prevenção de Doenças) dos EUA anunciaram o aumento dos esforços, com especial ênfase nos viajantes entre as zonas mais afectadas e os EUA.

Apesar de ser pouco provável que uma pessoa seja contagiada com o vírus num avião, a menos que tenha contacto directo com sangue ou fluidos, como saliva ou urina, de um doente, os CDC emitiram directrizes às companhias aéreas sobre a forma de lidar com passageiros que estejam doentes.

«As companhias aéreas devem considerar utilizar a sua própria autoridade para negar a abordagem de pacientes doentes diante da suspeita que têm ébola», indica o documento entregue pelos CDC às companhias aéreas.

Os CDC recomendam, além disso, que todos os aviões que viajem para os países afectados pelo ébola contem com uma caixa de primeiros socorros especial perante a possibilidade de tratar um paciente a bordo.

Além das medidas implementadas quanto à segurança aérea, os CDC têm 20 «estações de quarentena» em algumas das cidades mais populosas do país, equipadas para detectar e isolar pessoas que possam estar contagiadas com a doença.

 

FONTE: http://bit.ly/V4EP19

Ler 3154 vezes