Social:

Um estudo elaborado pela Faculdade de Psicologia da Universidade de Coimbra, juntamente com técnicos da Direcção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais, revelou que entre os jovens condenados pela prática de um crime, 91% dos sofrem de alguma perturbação mental.
Ministério anunciou concurso para enfermeiros com ou sem vínculo à função pública. Dois anos depois, candidatos com notas altas vão ser preteridos por colegas com notas baixas. Porquê? Porque estes são funcionários públicos.
Todos os distritos de Portugal continental e a ilha da Madeira apresentam hoje risco muito alto de exposição à radiação ultravioleta (UV), de acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).
É quase certo que, neste exacto momento, tenha animais a viver no seu rosto. São seres microscópicos de oito patas que nascem, alimentam-se, acasalam e morrem nos poros e nas raízes dos pelos da face humana. Mas antes de correr para a casa-de-banho para esfoliar a pele, saiba que estes minúsculos inquilinos não representam um grave problema. Na realidade, são praticamente inofensivos.
A Unicef anunciou hoje que mais de quatro milhões de crianças moçambicanas, até aos cinco anos, vão receber vacinas de rotina e suplemento de vitamina A, na próxima semana, como forma de assinalar a Semana Nacional de Saúde.
O ministro da Saúde, Paulo Macedo, considerou hoje "estranho" que haja greve quando estão agendadas reuniões com os sindicatos e que sejam feitas reivindicações, como a reposição das 35 horas, que só abrangem o setor público.
Haverá coisa pior do que estar a tentar adormecer e alguém ao nosso lado não parar de ressonar? A não ser que o leitor também ressone e já esteja cansado de ouvir queixumes do seu parceiro. Bem, para qualquer uma das hipóteses há agora esperança. Um estudo sobre o ressonar realizado no Brasil concluiu que há um exercício muito fácil e eficiente e que pode, inclusivamente, ser praticado sozinho sem ter que recorrer a cirurgias nem a medicação.
sexta, 15 maio 2015 14:48

Saiba o que muda na lei do tabaco

O Parlamento aprovou esta sexta-feira alterações à lei que regula o comércio do tabaco. Os maços passam a ter imagens chocantes para dissuadir o consumo e deixa de ser permitido fumar em espaços públicos fechados.