Social:

A promoção de políticas que permitam um aumento da utilização destes fármacos é fundamental para a preservação do SNS.
terça, 23 maio 2017 08:15

Quo Vadis, Homem?

A falácia da “boa morte” revela-se na rara utilização da expressão eutanásia pelos seus defensores.
O Presidente garante que não vai dizer uma palavra até chegar um diploma a Belém. Não quer condicionar o debate e quer ter as “mãos livres” para decidir. Bloco não desiste de apresentar projecto de lei.
"Por um lado acho que as pessoas têm todo o direito a terem acesso à eutanásia, mas eu não a farei e serei objector de consciência", diz médico.
O Chefe de Estado garante que vai ficar em silêncio, para não condicionar o debate e também “para ficar de mãos livres para decidir” em função do que lhe for apresentando.
Sobre os casos de procuradores que viram as suas incapacidades serem consideradas insuficientes para efeitos de reforma, apesar de pelos seus pares serem considerados incapazes, o bastonário dos médicos diz que vai procurar saber melhor como estão a funcionar as juntas médicas.
segunda, 22 maio 2017 07:24

O campeonato dos genéricos

A meta fixada para os genéricos parece impossível. As farmácias trabalham todos os dias para ganhar esse desafio.
Estudo de cientistas portugueses publicado na revista Cell revela como as bactérias dos intestinos podem alterar as características químicas de um fármaco usado contra o cancro colorrectal, conseguindo que o tratamento seja mais eficaz.