Social:
quinta, 19 dezembro 2019 11:42

Depois do tratamento, sobreviventes ao cancro da mama enfrentam outros riscos de saúde

Os investigadores constataram que o cancro da mama ou outro tipo de cancros são a causa mais comum de morte na primeira década, depois dos tratamentos; seguida de doenças cardíacas e AVC.

Outros tipos de cancro, doenças cardiovasculares, AVC ou infecções. Nos anos seguintes ao tratamento do cancro da mama, as mulheres correm maior risco de morte por outros tipos de doenças, diz um estudo norte-americano, publicado na revista Cancer, feito a partir da observação de dados de mais de 750 mil mulheres nos EUA, a quem foi diagnosticado cancro da mama e que foram seguidas durante 15 anos.

Mais

  • A carregar...

Os investigadores constataram que o cancro da mama ou outro tipo de cancros são a causa mais comum de morte na primeira década, depois dos tratamentos; seguida de doenças cardíacas e AVC. Depois dos dez anos, o risco de morte por doenças cardíacas permanece alto e é elevado em comparação com as mulheres na população em geral. Por isso, os autores do estudo defendem que os médicos devem aconselhar as sobreviventes do cancro da mama sobre estas conclusões, para que estejam mais atentas à sua saúde.

“As taxas de sobrevivência de doentes com cancro da mama melhoraram significativamente nas últimas quatro décadas. Apesar das melhores taxas de sobrevivência, há mais doentes que morrem por causas não relacionadas com o cancro da mama”, resume o co-autor do estudo, Muneer Al-Husseini, do Hospital Ascension St. John, em Detroit, Michigan.

De acordo com o National Cancer Institute norte-americano, o cancro da mama é o mais comum e a segunda causa de morte mais comum relacionada com o cancro entre as mulheres nos EUA. “As doenças não cancerígenas, como as cardíacas, contribuem para um número significativo de mortes em doentes com cancro da mama, ainda mais altas que na população em geral”, reforça Al-Husseini.

Recentemente, outro estudo, publicado no European Heart Journal, que analisou mais de três milhões de doentes diagnosticados com todos os tipos de cancro, também descobriu que os sobreviventes de cancro têm um risco elevado de morte por causas relacionadas co m o coração.

FONTE - Público

Ler 319 vezes