Social:
segunda, 09 dezembro 2019 14:22

Ângelo Rodrigues, o regresso à televisão e a “chuva dourada”

Num programa especial com Cristina Ferreira, o actor revelou ter sido submetido a sete intervenções cirúrgicas. Em causa uma infecção provocada por injecções de testosterona.

Ângelo Rodrigues voltou à televisão no sábado passado. O actor esteve à conversa no Programa da Cristina, numa emissão especial em horário nobre. Juntaram-se amigos e colegas de elenco da série Golpe de Sorte, onde interpretava a personagem Bruno. O actor e a apresentadora conversaram sobre a recuperação depois de dois meses no hospital, o regresso à televisão e o apoio da família e amigos.

Mais

  • A carregar...

O actor de 31 anos esteve internado dois meses no Hospital Garcia de Orta, em Almada, devido a uma infecção numa perna provocada por injecções de testosterona que o próprio terá administrado por razões estéticas. Agora, a SIC trouxe-o de volta ao pequeno ecrã para conversar com Cristina Ferreira. Da conversa, ficou ausente a origem da infecção.

Nas redes sociais, Cristina Ferreira partilhou a razão pela qual o motivo da infecção não foi abordado: “Não fiz qualquer referência ao que desencadeou a infecção a pedido do próprio Ângelo e por um motivo que será partilhado mais tarde. No entanto, acho que assumir o erro é quanto baste. Este processo pelo qual está a passar é muito longo. Há muita coisa que foi apagada do seu cérebro. Há um caminho difícil para continuar. Na nossa conversa a dor rimou com amor. O que o Ângelo sente que o salvou. Eu, como sempre, tentei respeitar os limites do meu convidado. Porque a televisão faz-se de pessoas. E é preciso não esquecer isso.”

Depois da emissão do programa, Ângelo Rodrigues partilhou uma fotografia nas redes sociais com a seguinte legenda: “Desci aos confins da minha dignidade no momento em que a minha própria autonomia era uma utopia. Agora, com este uníssono de amor à minha volta, não tenho desculpas para não me superar. Temos aqui um ateu em dúvida. Depois do que passei, fica difícil não acreditar em algo transcendente. Obrigado.”

"Chuva” de boas energias

Para a conversa com Cristina Ferreira foram convidados amigos de Ângelo Rodrigues e colegas de elenco, entre eles Maria João Abreu. A actriz, que na série interpretava a mãe do jovem, diz ter ido visitá-lo ao hospital, levando “boas energias”.

“Acredito em energias — isto não é para tirar o mérito aos médicos, porque só temos todos a agradecer às equipas que o socorreram e estiveram com ele — e liguei para uma amiga minha que é sacerdotisa do Tibete para saber o que poderia fazer para ajudar o Ângelo”, começou por contar Maria João Abreu. “Ela disse-me para enviar uma mensagem para o grupo [de WhatsApp do elenco] para toda a gente visualizar uma chuva dourada sobre o Ângelo com ele a sorrir “, continuou Maria João Abreu, que garante acreditar em “energias e em Reiki à distância”.

A “chuva dourada”, de que Maria João Abreu falava, foi mal interpretada nas redes sociais. Se no Reiki, a chuva funciona como uma ferramenta de purificação dos corpos e como forma de limpar a aura — no processo deve imaginar-se a cor dourada, relacionada com a consciência individual —; o mesmo termo é usado para uma prática sexual a que também se chama urofilia e que consiste na excitação sexual associada ao acto de urinar ou receber o jacto urinário do parceiro.

Voltar a viver com a mãe

Em conversa com a apresentadora, Ângelo Rodrigues esclareceu algumas questões, entre elas, o número de cirurgias a que foi submetido. “Fui operado sete vezes. Cinco em coma e as outras duas já consciente do que se estava a passar”, contou.

O actor revelou ainda que, durante os dois meses em que esteve hospitalizado, nunca conseguiu olhar para a perna esquerda, onde estava o foco da infecção. Só no último dia no hospital é que enfrentou a cicatriz, que tem até ao joelho.

De regresso a casa, desde que teve alta a 24 de Outubro, Ângelo Rodrigues voltou a viver com a mãe, que o ajuda “a fazer tudo”. O actor confessou que se sente como se tivesse voltado ao tempo em que andava na escola.

Ângelo Rodrigues deverá regressar ao ecrã já este mês. Na calha está a sua integração no elenco de um telefilme de sabor natalício, derivado da série televisiva Golpe de Sorte, em que participou, mas também um especial dedicado à sua recuperação que, indica a SIC, ainda não tem nem nome definido nem data de exibição.

FONTE - Público

Ler 532 vezes