Social:
quarta, 13 novembro 2019 06:00

Quase 600 jovens médicos sem acesso a especialidade. Associações reclamam medidas urgentes

Associação de Médicos pela Formação Especializada fala em “situação insustentável” e calcula que, se nada mudar entretanto, haverá mais de quatro mil médicos sem especialidade até 2021.

O número de jovens médicos que não consegue ter acesso a formação especializada é cada vez mais elevado. Mesmo depois de o total de vagas para internatos de especialidade ter aumentado nos hospitais e centros de saúde este ano – atingiu o valor mais alto de sempre (1830) -, perto de seis centenas de médicos não tiveram hipótese de escolher uma especialidade no concurso nacional do internato para formação específica, cujos resultados finais acabam de ser conhecidos. E este número não inclui os que desistiram pelo caminho ou os que optaram por emigrar.

Mais populares

  • Porto

    Edifício histórico do Jornal de Notícias vai ser hotel de luxo da Marriott

  • Depressão

    Investigadora da Universidade do Minho vence um dos prémios da revista Nature

  • i-album
    Livro

    Steve McCurry fotografou “a beleza e dignidade silenciosa de cada criatura”

FONTE - Público

Ler 187 vezes