Social:
sábado, 09 novembro 2019 06:06

Há uma proteína que ajuda o cancro a instalar metástases no cérebro

Trabalho com autores portugueses identificou um novo factor associado à invasão e colonização do cérebro por metástases de um tumor. A descoberta pode servir como biomarcador e para encontrar um novo alvo terapêutico.

Uma equipa internacional de cientistas identificou um “actor” que desempenha um papel decisivo na invasão do cérebro por metástases de um tumor. Trata-se de uma proteína que quando se apresenta em níveis elevados nas células de um cancro da mama, do pulmão ou de outros tipos de tumores, consegue “abrir as portas” à colonização do cérebro por metástases. O investigador português Gonçalo Rodrigues é o primeiro autor do artigo publicado na revista Nature Cell Biology que poderá ajudar a criar ferramentas para indicar o risco de desenvolver metástases cerebrais e até de as travar.

Mais populares

  • Música

    “A morna já é Património da Humanidade”, anuncia ministro da Cultura cabo-verdiano

  • i-album
    Brasil

    Lula da Silva sai da prisão para liderar a oposição a Bolsonaro

  • i-album
    Arquitectura

    Dez anos a viajar pelo mundo em busca do legado da Bauhaus

FONTE - Público

Ler 124 vezes