Social:
terça, 20 agosto 2019 14:58

Moncorvo vai instalar 15 desfibrilhadores em três anos

De acordo com o vice-presidente da Câmara Municipal de Moncorvo, o município já disponibilizou uma verba de seis a sete mil euros por ano, durante três anos, pelo aluguer e manutenção de três equipamentos iniciais.

Nos próximos três anos, o município de Torre de Moncorvo pretende implementar 15 aparelhos de desfibrilhação automática em espaços públicos do concelho, num investimento que rondará os 15 mil euros por ano, anunciou nesta terça-feira fonte da autarquia.

Mais populares

  • i-album
    Fotografia

    “Turbovacas” alemãs: uma “distopia” genética em nome da eficiência industrial?

  • Astrofísica

    Buraco negro apanhado a engolir uma estrela de neutrões

  • i-album
    Fotografia

    Cancro: uma viagem aos tratamentos do passado

“Já adquirimos três aparelhos que estão colocados em recintos desportivos e no Agrupamento de Escolas e outros espaços municipais. Contudo, a ideia é chegar aos 15 aparelhos de desfibrilhação automática nos próximos três nos”, disse à Lusa o vice-presidente da Câmara Municipal de Moncorvo, Victor Moreira.

De acordo com o autarca, para já o município disponibilizou uma verba de seis a sete mil euros por ano, durante três anos, pelo aluguer e manutenção de três equipamentos iniciais, que serão adquiridos de forma gradual.

“A próxima aquisição será de mais um desfibrilhador para instalar nos Paços do Concelho”, acrescentou o responsável.

A aquisição do Desfibrilhadores Automáticos Externos (DAE) será feita através de um contrato em regime de aluguer com manutenção e formação incluídas.

“Vamos trabalhar em escala e à medida que aumente o número de equipamentos, os preços vão ficar mais em conta”, concretizou o autarca.

A iniciativa surge da preocupação do município com a saúde dos munícipes que frequentam as instalações municipais, apontando na prevenção e aumentando a probabilidade de sobrevivência em caso de paragem cardiorrespiratória.

Para operar os desfibrilhadores externos, 18 funcionários do município de Torre de Moncorvo, já frequentaram cursos de formação ministrados por entidades especializadas e certificadas para a área da Desfibrilhação Automática Externa.

Para já, os primeiros aparelhos estão a ser colocados em alguns espaços da responsabilidade da autarquia, nomeadamente no Cineteatro de Torre de Moncorvo, Centro Escolar, Campo de Jogos Dr. Camilo Sobrinho, Piscinas Municipais de Ar Live e Piscinas Municipais Cobertas.

Segundo o responsável autárquico, a utilização de desfibrilhadores automáticos externos aumenta as probabilidades de sobrevivência das vítimas de morte súbita cardíaca.

“A probabilidade de sobrevivência é tanto maior quanto menor for o tempo decorrido entre a fibrilação e desfibrilhação, daí a importância de implementação deste programa”, justificou Victor Moreira.

FONTE - Público

Ler 144 vezes