Social:
quarta, 14 agosto 2019 06:10

Sem técnicos de saúde, empresas de rastreios auditivos proibidas de actuar nos Açores

Depois de várias queixas de clientes de duas empresas que vendem aparelhos e próteses auditivas, a Direcção da Saúde dos Açores percebeu que não tinham profissionais de saúde a fazer os rastreios e impediu-as de actuar na região. Também há reclamações contra estas empresas no continente.

Duas empresas que fazem rastreios auditivos e que vendem aparelhos e próteses por milhares de euros foram inibidas de actuar na Região Autónoma dos Açores. A proibição foi determinada na sequência de várias denúncias de clientes e depois de as autoridades, ao avançarem para uma fiscalização no terreno, perceberem que as empresas não tinham profissionais de saúde nas unidades móveis de rastreio. As autoridades dos Açores avisaram já as suas congéneres no continente da situação e enviaram a informação para a Entidade Reguladora da Saúde (ERS). Estas empresas têm reclamações também no continente, no Portal da Queixa e a associação de defesa de consumidores Deco.

Mais populares

  • Tourada

    Morte de touro com forcão motiva denúncia da Associação ANIMAL

  • Reportagem

    A família que construiu uma microcasa (quase) 100% sustentável nos pastos açorianos

  • i-album
    Fotografia

    Qatar: parece um oásis, mas é só uma miragem

FONTE - Público

Ler 91 vezes