Social:
quinta, 13 junho 2019 15:59

Rui Ivo vai ser presidente do Infarmed pela segunda vez

O mandato da direcção presidida por Maria do Céu Machado tinha terminado em Janeiro passado, mas a médica continuou em funções. Vai agora ser substituída pelo ainda vice-presidente do Infarmed.

Rui Ivo vai ser, pela segunda vez, presidente do Infarmed (Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde). O Governo nomeou esta quinta-feira os novos elementos do conselho directivo do Infarmed e Rui Ivo passará da vice-presidência para a presidência do regulador do sector do medicamento, substituindo Maria do Céu Machado no cargo.

Mais populares

  • Resistência

    Morreu Isaura Borges Coelho, antifascista que lutou pelo direito das enfermeiras ao casamento

  • i-album
    II Guerra Mundial

    Soldado americano reencontra namorada francesa 75 anos depois do Dia D

  • i-album
    Fotografia

    O que é uma obsessão? Os lendários fotógrafos da Magnum respondem

António Faria Vaz é o novo vice-presidente e Cláudia Belo Ferreira passa a vogal do conselho directivo, segundo o comunicado do Conselho de Ministros.

Licenciado em Ciências Farmacêuticas, Rui Ivo já tinha sido presidente do Infarmed, foi depois director executivo da Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica (Apifarma) e presidente da Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS).

O mandato da direcção presidida por Maria do Céu Machado tinha terminado em Janeiro passado, mas a médica continuou em funções. Em Fevereiro, o Ministério da Saúde anunciou que ponderou reconduzir a direcção mas alegou que não o fez porque a presidente iria atingir “o limite de idade de exercício em funções públicas, em Outubro próximo, o que desaconselha a nomeação para novo mandato”.

A médica Maria do Céu Machado acabou, assim, por não ser reconduzida no cargo por mais três anos, apesar de a Comissão de Recrutamento e Selecção para a Administração Pública (Cresap) ter aprovado a continuação da sua liderança, e de já ser possível, por lei, continuar em funções depois dos 70 anos.

FONTE - Público

Ler 259 vezes