Social:
quinta, 18 outubro 2018 09:06

Incêndio no IPO do Porto levou à evacuação de enfermaria

O alerta de incêndio foi dado por volta das 6h00 da manhã desta quinta-feira. O fogo teve início na sala de braquiterapia, tendo sido extinto por volta das 7h30. Não houve feridos.

O incêndio teve início na sala de controlo da braquiterapia do bloco operatório do IPO – Instituto Português de Oncologia do Porto, que obrigou à evacuação da enfermaria do piso 4. Segundo o presidente do Conselho de administração do IPO-Porto, Laranja Pontes, poderá ter havido um curto-circuito na “consola de um aparelho, que incendiou”.

Laranja Pontes afirmou que “neste momento procede-se à limpeza do local”, prevendo que “na próxima segunda-feira se possam reiniciar os tratamentos naquela sala”. O presidente do IPO-Porto acrescentou que os equipamentos danificados serão substituídos num prazo que não deverá ultrapassar os 15 dias, pelo que não há danos estruturais.

“Os doentes nunca estiveram em perigo. Estavam na enfermaria do piso 4 para fazer tratamento de braquiterapia, mas são autónomos”, afirmou, considerando que “felizmente, foi mais fumo do que fogo”.

Em declarações à Lusa, o chefe de serviço dos Bombeiros Sapadores do Porto disse que o alerta foi dado por volta das 06h00 e que quando chegaram ao local já se depararam com muito fumo no piso 4. “Depois do reconhecimento, percebemos que a sala de computadores do bloco operatório já estava tomada pelo fogo”, disse.

No combate deste incêndio estiveram 12 bombeiros, apoiados por três viaturas.  O incêndio foi extinto por volta das 07h30. Laranja Pontes garante que o IPO já se encontra a funcionar na normalidade e que vão ser pensadas alternativas, no que diz respeito aos doentes.

FONTE - Observador

Ler 101 vezes