Social:
quinta, 14 junho 2018 12:52

O que tem de saber sobre as inovações dos protetores solares deste ano

Porque não é só na praia que estamos expostos ao sol, conheça protetores solares com novas tecnologias, texturas e fórmulas totalmente adaptadas ao dia a dia. E, claro, sem comprometer o bronze.

Felizmente para nós, a indústria da cosmética está sempre em inovação. Pelo que um protetor solar já não significa, hoje, ficar com a cara e o corpo brancos em género de turista inglês ao sol. Os pais já não têm de sofrer com as crianças a gritar com a saga de aplicar o creme na praia e as mulheres já não têm de andar a fugir do sol porque o protetor estraga a maquilhagem. Só coisas boas a referir.

Mas a verdade é que, fora destas brincadeiras, a proteção solar é a área da cosmética onde os grandes laboratórios têm apostado tempo e dinheiro para evoluir. As novas formulações vão mais longe do básico – proteger do cancro de pele e das queimaduras solares – e hoje também se aposta na proteção contra a poluição, infravermelhos, luz visível e envelhecimento precoce da pele.

O que é que falta falar? Do grande ex-líbris desta indústria que é, sem dúvida, os novos produtos que estão a tornar a proteção solar uma etapa simples, impulsionados pelas necessidades do consumidor e pelos avanços tecnológicos. Falamos de novas tecnologias de encapsulamento, novos ingredientes, novas texturas e fórmulas totalmente adaptadas ao dia a dia e às várias situações em que estamos expostos ao sol.

Das águas de beleza para as brumas solares

Em 2016 falávamos da utilidade das águas em spray, uma bomba de hidratação na pele para usar de inverno ou de verão. Os sprays faciais tornaram-se de tal forma populares que a maioria das marcas já tem hoje a sua versão, seja em água termal ou em spray de beleza. E a verdade é que estas brumas são tão úteis que, finalmente, alguém se lembrou de criar uma versão solar para o verão com proteção contra os raios UVB e UVA.

O ponto forte? Estas brumas solares podem ser aplicadas por cima da maquilhagem, têm acabamento seco e sem brilho e são um produto obrigatório para ter na mala e aplicar ao longo do dia, por exemplo antes de almoçar na esplanada ou de atividade física ao ar livre. Atenção: não são para aplicar na praia ou numa exposição direta e prolongada ao sol. As brumas solares são mesmo uma fórmula para as situações do dia a dia. Veja algumas das que já existem em Portugal na fotogaleria.

A maioria dos adultos está exposto ao sol no dia a dia e não só quando vai de férias. É importante proteger a pele do sol citadino. (Photo by Adam Berry/Getty Images)

Os protetores solares citadinos

O assunto da poluição tomou de assalto a cosmética no ano passado e o tema veio mesmo para ficar. Muitas marcas estão a lançar produtos especificamente focados na proteção contra a poluição do ar e, porque a maioria dos adultos está exposto ao sol no seu dia a dia durante o trabalho e não só quando vai de férias, os protetores solares ganharam novas versões focadas neste sol citadino que todos nós apanhamos e contra o qual, tantas vezes, nos esquecemos de proteger.

Falamos de fórmulas que protegem eficazmente a pele da desidratação, dos danos celulares provocados pelos raios UV e, claro, das partículas de poluição que vivem à nossa volta, particularmente útil a quem está nas grandes cidades e passa muito tempo ao ar livre. Veja algumas sugestões na fotogaleria.

A maquilhagem com elevada fotoproteção

Tudo começou já lá vai uns anos com os BB Creams mas longa vida às inovações da cosmética que não deixam de surpreender. Todos os anos há novos produtos de maquilhagem a sair com proteção solar elevada, exatamente porque cada vez mais mulheres procuram soluções de coberturas que protejam mas, ao mesmo tempo, deem alguma cor para camuflar imperfeições. O grande objetivo passa por produtos resistentes à água e ao suor, com efeito mate, hidratação e elevada proteção solar contra as queimaduras e outros danos causados pelos raios UV.

Para quem não dispensa uma cobertura no dia a dia que melhore a textura e a uniformidade da pele, os novos protetores solares com cor que se adaptam aos vários tons de pele e garantam uma proteção de máxima segurança são a melhor opção. Mostramos algumas novidades na fotogaleria.

Os protetores que potenciam o bronze

Se antigamente uma pele pálida era sinal de beleza, hoje vivemos na era do bronze. Todos queremos ser morenos – de inverno ou de verão – e fazemos o que de pior podíamos fazer ao nosso corpo: apanhamos banhos de sol durante horas. O que não pensamos é nas consequências a longo prazo.

O bronze tem sido, por isso, uma das grandes apostas da cosmética com a procura de fórmulas que, ao protegerem da radiação solar, também consigam promover a síntese de melanina e, assim, estimular o bronze de forma gradual e segura. Um dos exemplos desta preocupação é a marca Piz Buin que tem vindo, todos os anos, a criar produtos que conseguem o equilíbrio perfeito entre um bronzeado natural e a proteção que a pele necessita. Se o que procura é um bronzeado mais duradouro sem ter de passar horas ao sol, veja algumas sugestões seguras na fotogaleria.

Dos formatos em stick para ter na mala às brumas e à proteção anti-idade, há protetores dos mais variados formatos e adaptados a todas as situações do dia a dia em que estamos expostos ao sol. (Photo by Dan Kitwood/Getty Images)

Os protetores que protegem dos infravermelhos e da luz visível

Parece mentira que, há pouco mais de quarenta anos, os protetores solares tinham mesmo filtros de proteção de 2 e 4. Quem cresceu nos anos 70 certamente se lembra de não ligar praticamente nada ao sol. Mas os seus malefícios têm sido amplamente discutidos na última década e as mentalidades também estão a mudar.

Em 2016, a francesa Lancaster lançou uma revolução nos solares quando apresentou a sua grande descoberta a que chamou de Full Light Technology e que, explicando de forma simples, envolve produtos que protegem contra os UVB, os UVA, a radiação infravermelha e a luz visível – algo até então nunca conseguido por nenhum laboratório. Em 2018 já há várias marcas a estudar e a desenvolver esta tecnologia como é o caso da Mesoestetic que lançou este ano produtos com esta eficácia completa.

Porque é que isto é importante? Porque o sol é uma fonte de energia que chega ao nosso planeta sob a forma de radiações eletromagnéticas com diferentes comprimentos de onda. Assim, nós recebemos esta radiação solar sob a forma de luz visível (HEV), sob a forma de calor (a radiação infravermelha ou IR) ou através dos raios UV que são invisíveis e, até então, entendidos como os mais perigosos. Mas todas estas radiações têm efeitos no organismo e, neste momento, já são várias as marcas que as têm em consideração nos seus protetores solares. Veja algumas sugestões na fotogaleria.

Outras fórmulas interessantes

Hoje pode-se dizer literalmente que só não aplica protetor solar quem não quer. Porque há fórmulas para todos os gostos e situações: em tamanho pocket para ter na mala, em formato stick para zonas sensíveis, em género espuma e mousse para as crianças, em spray para aplicar na pele molhada, com tecnologia protetora de manchas para não sujar a roupa, com efeito seco para a pele oleosa, com proteção anti-idade e anti-manchas, em formato maquilhagem…

A lista de opções já é infinita. E muitos já vêm apetrechados com ingredientes protetores, antioxidantes e hidratantes como vitamina E, óleo de coco ou chá branco.

Na fotogaleria, em cima, reunimos algumas das melhores novidades deste verão para que a sua relação com o sol seja consciente e, acima de tudo, segura.

FONTE - Observador

Ler 80 vezes