Social:
quinta, 17 maio 2018 17:05

Conferência de facturas do SNS deixa de estar entregue a entidade externa

Novo centro passa a denominar-se Centro de Controlo e Monitorização do SNS.

O Ministério da Saúde decidiu que as competências do centro de conferência de facturas passam para os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, porque deixou de haver necessidade de recorrer a uma entidade externa.

O Conselho de Ministros aprovou nesta quinta-feira o decreto-lei que transfere para os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde as atribuições de gestão e exploração directa do centro de conferência de facturas do Serviço Nacional de Saúde (SNS), segundo um comunicado divulgado após a reunião.

Fonte oficial do Ministério da Saúde explicou à agência Lusa que passou a haver competência e capacidade no ministério, através dos Serviços Partilhados, para "internalizar o serviço" que estava entregue a uma entidade externa.

"A SPMS-Serviços Partilhados do Ministério da Saúde tem experiência adquirida ao longo dos últimos anos no exercício das suas competências de gestão dos sistemas de informação da saúde, compras públicas no sector da saúde, e desmaterialização de processos", refere o comunicado do Conselho de Ministros.

O centro passa a denominar-se Centro de Controlo e Monitorização do SNS.

O centro de conferência de facturas do Serviço Nacional de Saúde, que estava entregue a uma entidade externa, é sediado no distrito do Porto, e estava responsável por gerir e assegurar todas as actividades relacionadas com o processamento de conferência de facturas, desde a recepção dos ficheiros e documentos de prescrição e prestação até ao correto apuramento dos valores devidos pelo SNS a um determinado prestador.

FONTE - Público

Ler 183 vezes