Social:
sexta, 20 abril 2018 20:03

Portugal vai colaborar com o Fundo Global de Combate ao VIH em países lusófonos

Portugal compromete-se "na identificação de especialistas que colaborarão com o Fundo Global nos países lusófonos, com o intuito de fortalecer mais eficazmente a contribuição" daquela instituição para o combate ao VIH/sida, tuberculose e malária.

O Ministério da Saúde assinou nesta sexta-feira um instrumento de cooperação com o Fundo Global de Combate ao VIH, Tuberculose e Malária para apoiar aquela instituição nos países lusófonos, informou a organização da Cimeira Mundial da Saúde.

Com o documento, Portugal compromete-se "na identificação de especialistas que colaborarão com o Fundo Global nos países lusófonos, com o intuito de fortalecer mais eficazmente a contribuição" daquela instituição para o combate ao VIH/sida, tuberculose e malária, refere a organização do encontro regional da Cimeira Mundial da Saúde, que decorreu em Coimbra, entre quinta e sexta-feira.

Também no âmbito do encontro regional em Coimbra, foi assinada uma adenda ao protocolo de colaboração entre os ministérios da Saúde de Portugal e Cabo Verde, com vista à criação de um plano operacional para o período 2018-2020.

Em nota de imprensa enviada à agência Lusa, a organização explicou que o plano operacional deverá reestruturar e actualizar a cooperação nas áreas da "saúde materno-infantil, telemedicina, oncologia, saúde pública e investigação, cuidados nefrológicos, transplante e segurança transfusional, cardiologia, cuidados intensivos, ortopedia e farmácia".

O encontro regional da Cimeira Mundial de Saúde, que começou na quinta-feira, reúne mais de 700 peritos, num evento em que o tema central é a saúde global dos países africanos.

Durante a reunião em Coimbra, foram apresentadas comunicações por cerca de 120 oradores de mais de 40 países que abordaram temas como a mortalidade infantil, cuidados de saúde após conflitos armados, doenças infecciosas, alterações climáticas, medicina digital, migração e saúde e acesso a vacinas.

FONTE - Público

Ler 49 vezes