Social:
sexta, 22 setembro 2017 23:50

McCain vai votar contra alternativa ao Obamacare. Projecto republicano novamente em risco

Senador republicano tinha sido já decisivo para a reprovação por parte do Senado da anterior proposta de programa de cuidados de saúde da Administração Trump.

O senador republicano John McCain anunciou nesta sexta-feira que se mantém contra a nova proposta de programa de cuidados de saúde da Administração Trump e que tem como objectivo substituir o chamado Obamacare - e que foi uma das principais promessas do actual Presidente dos Estados Unidos durante a campanha eleitoral. Mais uma vez, e confirmando-se o voto contra de McCain, a lei da saúde de Trump pode ser barrada no Senado.

No final de Julho, o voto de McCain já tinha sido decisivo para a reprovação do sistema de saúde proposto pelo Partido Republicano. Depois de aprovado na Câmara dos Representantes, com uma votação à justa, (217 congressistas votaram a favor e 213 contra), a votação seguiu para o Senado.

Apesar de ainda existirem congressistas republicanos que não divulgaram a sua intenção de voto, os republicanos contam com uma maioria frágil no Senado e, por isso, cada voto conta.

“Eu não posso votar, em consciência, pela proposta Graham-Cassidy”, disse McCain, referindo-se à lei da saúde da Administração Trump e que foi construída e apresentada pelos senadores republicanos Bill Cassidy e Lindsey Graham.

Em Julho, McCain justificou o voto contra, que aconteceu poucos dias depois de lhe ter sido diagnosticado com o cancro do cérebro, afirmando não poder apoiar uma lei sem saber quanto iria custar, como afectaria os seguros de saúde e quantas pessoas iriam ser beneficiadas ou prejudicadas pela alternativa ao Obamacare.

FONTE - Público

Ler 320 vezes