Social:
Opinião

Opinião (60)

Opinião

Reunimos nesta secção sob a forma de Blog diversos opinion-makers para comentar a atualidade

terça, 03 janeiro 2017 22:38

Colega Enfermeiro/a, aceita(s) o desafio?

Escrito por
São narrativas que focam simples gestos que podem fazer a diferença na vida de outras pessoas, e por isso merecem ser partilhadas.
sexta, 17 junho 2016 16:39

O "Point of Care" nas análises clínicas

Escrito por

As análises clínicas já não são um meio diagnóstico apenas realizável com recurso a tecnologia de custos elevados e sediada em ambiente exclusivamente laboratorial.

domingo, 03 abril 2016 23:22

Eutanásia: uma armadilha dupla

Escrito por
Para os católicos, a Páscoa representa a passagem da morte para a vida. Mesmo para os não crentes, a Páscoa anuncia o fim do Inverno e a chegada da Primavera. A Páscoa sempre representou a passagem de um tempo de trevas para outro de luzes, isto muito antes de ser considerada uma das principais festas da cristandade.

Há algumas semanas, foi divulgado um manifesto a favor da eutanásia em que se defende o direito a morrer com dignidade. Como é bom de ver, o cidadão menos esclarecido pode ficar baralhado: será essa a única via para se ter uma morte digna?

Cedo se multiplicaram vozes de apoio ao movimento, e o mesmo aconteceu por parte dos seus oponentes. Ficou célebre a participação da Bastonária da Ordem dos Enfermeiros num debate na Rádio Renascença. Por muito respeitável que seja a opinião de cada um, à luz da lei portuguesa, a eutanásia é crime, sendo que o Código Deontológico dos Enfermeiros diz que a vida humana deve ser protegida e defendida em todas as circunstâncias.

Uma das armadilhas dos nossos dias, é a facilidade com que os meios de comunicação social (incluindo as redes sociais) propagam um determinado acontecimento. Há muitos casos em que o representante máximo de uma profissão (seja ela qual for) não é a melhor escolha para participar num debate sobre um assunto tão concreto.

A Ordem dos Médicos não perdeu tempo, e numa "entrada a pés juntos", remeteu o caso para o Ministério Público, Inspecção Geral das Actividades em Saúde e Ordem dos Enfermeiros. Só que, entretanto, vieram a público alguns testemunhos de médicos, onde se corroboraram as palavras da Enf.ª Ana Rita Cavaco. Não obstante, a Bastonária da Ordem dos Enfermeiros veio desdizer aquilo que todos ouviram...

José Manuel Silva, no seu estilo inconfundível, teve uma reacção (muito) mais discreta face aos casos de eutanásia alegadamente praticados pelos seus pares. Igualmente estranha foi a reacção da APCP, seja porque emitiu um comunicado dirigido apenas à Bastonária da Ordem dos Enfermeiros, seja porque quem assina o texto é um grupo de enfermeiros... Onde estão os outros profissionais de saúde que integram a APCP?

É estranho que o país pare por causa de algumas declarações proferidas na imprensa, rádio ou televisão, ao mesmo tempo que se sabe que em Portugal não faltam casos de distanásia. Não faz muito sentido que mais de 7000 pessoas tenham assinado o manifesto a favor da eutanásia, ao mesmo tempo que apenas 2000 tenham um testamento vital. Como se obtém o consentimento informado, esclarecido e livre?

É possível que a eutanásia seja bem vista/vinda por muitos cidadãos, uma vez que os serviços (e os profissionais) de saúde nem sempre garantem o mínimo sofrimento possível à pessoa. Os cuidados paliativos nem sempre resolvem tudo, e nem sempre chegam a todos. Alguns dos mais ilustres adversários do movimento pela eutanásia tiveram, recentemente, responsabilidades governativas no país, e conhecem uma realidade de atendimento ao cidadão que não espelha aquilo que se passa no SNS, nem tão pouco no sector privado.

Simona, uma mulher belga de 85 anos, decidiu acabar com a sua vida após a morte de uma das suas filhas (Van Hoey deu-lhe a beber uma poção parecida com sumo de laranja). Aqui temos um caso muito claro, que nos ajuda a perceber o grande dilema que esta discussão encerra: a decisão individual versus o posicionamento da sociedade face a uma vontade pessoal que inevitavelmente tem repercussões nos seus familiares e amigos, mas também no modelo civilizacional em que estamos inseridos.

No fundo, estamos perante uma tentativa de transformar o suicídio numa técnica (de morte) executada por profissionais de saúde, com o beneplácito da sociedade.

Que mundo queremos construir?

N.B.: para uma melhor análise deste tema vale a pena ter presente os dados relativos à taxa de suicídio em Portugal (9 a 10 por cada 100 mil habitantes) bem como a facilidade com que no mercado negro se podem encontrar fármacos para antecipar a morte (Revista Visão de 25-2-2016; Nembutal).
sexta, 25 dezembro 2015 11:39

Natal é quando o Enfermeiro quiser

Escrito por

Embora não sendo a festa com maior significado religioso na chamada cultura ocidental, o Natal assume grande destaque nas nossas vidas.

sexta, 11 dezembro 2015 21:07

A Ordem somos todos nós

Escrito por

Aproximam-se as eleições para a Ordem dos Enfermeiros e cada um de nós é chamado a pronunciar-se sobre as propostas que considera mais credíveis para serem implementadas no mandato que agora se iniciará.

sexta, 04 dezembro 2015 12:45

A Troika da Enfermagem Portuguesa

Escrito por
Se há palavra que vai marcar para sempre a vida de uma geração, “troika” será uma delas.
sexta, 30 outubro 2015 12:59

Manobras eleitorais

Escrito por
Dias antes das eleições legislativas, a comunicação social anunciou que o Governo fizera uma actualização salarial a cerca de 11 mil enfermeiros que exercem funções no Serviço Nacional de Saúde.
sexta, 11 setembro 2015 18:56

Ordem, para que te quero?

Escrito por
O enfermeiro é quase como o palhaço no circo: vende os bilhetes, faz malabarismos, mostra as cabrinhas a correr, faz de apresentador, no intervalo vai a correr vender pipocas… E depois é avaliado como palhaço, pelo dono do circo!
quinta, 11 junho 2015 19:04

Emigração – Admirável Mundo Novo

Escrito por
No rescaldo das comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, vale a pena reflectir sobre o fenómeno da emigração.
quarta, 06 maio 2015 18:36

Empreendedorismo trinta ponto dois

Escrito por
Se alguém diante de si deixar de respirar, diz a American Heart Association que deve ligar o número de emergência e iniciar reanimação cardiopulmonar.
segunda, 13 abril 2015 00:42

Não o fazemos por menos

Escrito por


Portugal tem apresentado taxas de infeções hospitalares acima da média europeia com custos muito elevados.

Já trabalhei num serviço em que o Director vinha todos os dias ao gabinete de Enfermagem e cumprimentava os presentes. Significa, portanto, que pelo menos, sabia o nome das pessoas com quem trabalhava.

sexta, 30 janeiro 2015 14:24

Noite Feliz

Escrito por
O Natal e a Passagem de Ano já lá vão, mas nunca é demais enaltecer o papel dos profissionais de saúde que nestas épocas festivas, tal como ao longo do ano, dia após dia, sacrificam a sua vida pessoal para trabalhar durante a noite e fins-de-semana ou feriados.
sábado, 27 dezembro 2014 11:25

(Pré) História de Natal

Escrito por
 

No Natal as palavras, as imagens, os sorrisos, as mensagens, os votos, convergem para a amizade, a tolerância, o amor, a felicidade, a sorte, a bondade, a saúde… é uma altura do ano em que parece haver uma sensibilidade maior para o tema “família”.  

sábado, 13 dezembro 2014 16:31

Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo

Escrito por

Como disse Paulo Macedo há umas semanas, um seguro de saúde é complementar ao SNS e não uma alternativa

sexta, 21 novembro 2014 12:37

Faz sentido ser sindicalizado?

Escrito por

Os sindicatos, à semelhança de outras organizações devem renovar as suas direcções

Pág. 1 de 3