Social:
sábado, 18 novembro 2006 18:09

Progif: informatização de dados

Entrevista com o Enf. Rui Pedro, elemento da equipe que está a desenvolver esta aplicação

 

O que é o PROGIF®?

O PROGIF® (Projecto de Gestão Informática do tratamento de Feridas) foi inicialmente concebido como um trabalho de investigação, sendo o propósito do mesmo converter “conhecimento-experiência” em “conhecimento-evidência”; por outras palavras, o PROGIF® foi idealizado como uma forma de estabelecer evidências relativamente ao tratamento de feridas, para que os enfermeiros pudessem abandonar a retórica “este produto resulta porque eu já o experimentei e tive bons resultados” e adoptar um discurso semelhante a “existe evidência científica suportada por um estudo de investigação que me permite afirmar que este produto é apropriado para esta situação”.

Assim, o PROGIF® foi desenhado como uma ferramenta informática de recolha e gestão de dados relativos ao tratamento de feridas, tendo inicialmente sido elaborada em ACCESS® e EXCEL®.

 

  

Porém, a funcionalidade do PROGIF® teria que ser testada para que a recolha de dados fosse eficaz; para isso foram criados formulários em papel representativos da ferramenta informática, os quais foram apresentados aos enfermeiros do serviço de Medicina I-A do Hospital Geral de Santo António (HGSA). Após analisar os formulários, cada enfermeiro do referido serviço (e todos os enfermeiros participaram) apresentou as suas dúvidas e sugestões, pelo que cerca de 3 semanas depois os formulários tinham já sido alterados significativamente de modo a que o registo da informação pretendido fosse rápido, completo, sem ambiguidades e rigoroso. Sem a participação dos referidos enfermeiros, os formulários não teriam a presente qualidade.

O entusiasmo dos enfermeiros do serviço de Medicina I-A foi tanto que os formulários em causa (supostamente instrumentos de um trabalho de investigação) passaram a ser utilizados para registo dos cuidados de enfermagem prestados relativamente ao tratamento de feridas; deu-se aqui uma viragem acentuada na orientação do PROGIF®: a partir desta altura deixou de ser um trabalho de investigação para passar a ser um projecto de optimização do registo de dados relativos ao tratamento da pessoa com feridas.

Daqui facilmente se avançou para a seguinte questão: estando a CIPE® a ser implementada no HGSA e possuindo o mesmo uma Comissão de Feridas, como se articularia o PROGIF® com eles? Para dar resposta a esta questão e para evitar conflitos desnecessários e indesejados, foram realizadas reuniões com alguns responsáveis no âmbito da CIPE® e da Comissão de Feridas, das quais resultou a situação actual do PROGIF®: os formulários em papel são o suporte de registo de cuidados de enfermagem relativos ao tratamento de feridas no serviço de Medicina I-A e estão a ser desenvolvidos esforços no sentido de converter o aplicativo informático (actualmente em ACCESS® e EXCEL®) em ORACLE® para que possa ser incluído no SAPE (Sistema de Apoio à Prática de Enfermagem); dado ser a CIPE® a linguagem classificada utilizada no SAPE, os campos incluídos nos formulários em papel estão a ser convertidos para a mesma.

Neste momento está em fase de desenvolvimento a adaptação dos formulários para a Consulta de Pé Diabético do HGSA, de forma a que possam ser a base de registo dos dados relevantes para a mesma.

 

 

Quem é que está a desenvolver o PROGIF®?

O PROGIF® foi conceptualizado por quatro enfermeiros: Eduardo Moutinho Nunes, José Carlos Pinto, Paulo Macedo e Rui Pedro Silva. No entanto, o contributo de todos os enfermeiros do serviço de Medicina I-A (onde também exercem funções os quatro enfermeiros referidos) foi essencial para que o PROGIF® tenha evoluído até à fase em que se encontra; sem o seu empenho, o PROGIF® não teria as potencialidades que hoje apresenta.

 

Já está a ser aplicado? Onde? Primeiras impressões acerca da sua aplicação?

Tal como já foi referido, o PROGIF® (ainda sob o suporte em papel) está neste momento presente no serviço de Medicina I-A do HGSA. Em fase de desenvolvimento encontra-se a adaptação dos formulários para a Consulta de Pé Diabético do mesmo hospital.

Até este momento, as opiniões que temos recebido são muito favoráveis. Os enfermeiros acham o PROGIF® útil e com capacidade de contribuir para a evolução dos cuidados de enfermagem prestados à pessoa com feridas.

No entanto, é de salientar que o aplicativo informático ainda não está implementado em nenhum serviço, dado estar ainda em desenvolvimento a inclusão do conteúdo do mesmo no SAPE. Porém, e dado que será significativamente mais simples trabalhar com o aplicativo informático do que com o papel, os resultados obtidos até hoje permitem antever uma boa aceitação da componente informática.

 

Qual o futuro do PROGIF®? projectos neste momento?

Para além do já descrito na resposta anterior, existe um objectivo planeado a longo prazo: a partir da implementação do PROGIF® (através do SAPE) a nível nacional, estabelecer uma base de dados relativos ao tratamento de feridas (estes dados teriam que obedecer às normas inerentes a um projecto de investigação). Esta base de dados permitiria o tratamento estatístico dos mesmos, de forma a possibilitar evidências científicas no domínio do tratamento da pessoa com feridas.

A existência de uma base de dados nacional compatível com as normas inerentes a um trabalho de investigação permitiria investigações sobre todo e qualquer aspecto relativo ao tratamento da pessoa com feridas, sem que para tal fosse necessário recolher dados; eles já estariam disponíveis e em grande quantidade.

 

Que relação pode ter com a CIPE, SONHO, e outros projectos?

Se tudo decorrer como planeado, em breve teremos o conteúdo do PROGIF® incluído no SAPE, a utilizar a linguagem classificada CIPE® e com ligação à base de dados nacional SONHO.

 

De que maneira se pode entrar em contacto com a equipe do PROGIF®?

Através dos seguintes endereços de e-mail:

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

ou através de forumenfermagem.org no tópico Informática e Enfermagem do Fórum.

 

Todo e qualquer contributo ou interesse será bem-vindo!