Social:
Forumenfermagem

Forumenfermagem

Cientistas brasileiros documentaram o primeiro caso de uma criança que não tem microcefalia, mas teve lesões neurológicas e oculares graves causadas pelo vírus da zika.
A revista científica Nutrients publicou recentemente o estudo «Hábitos de consumo de bebidas e associação com a ingestão de água e energia na população espanhola: resultados do estudo científico ANIBES». Este é um novo avanço na avaliação de dados antropométricos, ingestão de macronutrientes e micronutrientes e suas fontes, assim como o nível de atividade física e dados socioeconómicos da população, que tem sido coordenado pela Fundação Espanhola de Nutrição (FEN).
Cientistas desenvolveram um exame de sangue que pode prever se pessoas com depressão irão reagir ou não a antidepressivos comuns, uma descoberta que pode dar início a uma nova era de tratamentos personalizados.
O consórcio europeu FAST-bact, liderado pela empresa portuguesa FasTinov, foi premiado com 2,6 milhões de euros de fundos comunitários, por um teste rápido à suscetibilidade das bactérias a antibióticos, anunciou hoje o gabinete do comissário Carlos Moedas.
A Tailândia tornou-se no primeiro país da região da Ásia-Pacífico a erradicar a transmissão do Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH) e a sífilis de mãe para filho, informou hoje a Organização Mundial de Saúde (OMS).
Porto Santo, na ilha da Madeira, apresenta hoje risco «Extremo» de exposição à radiação ultravioleta (UV), informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), na sua página na Internet.
As equipas de Obstetrícia e da Unidade de Neurocríticos do Centro Hospitalar de Lisboa Central realizaram hoje uma cesariana programada para fazer nascer uma criança, cujas últimas semanas de gestação ocorreram com a mãe em estado de morte cerebral.
A primeira unidade de cuidados paliativos pediátricos do país abre este mês, de forma experimental, em Matosinhos, no distrito do Porto, disponibilizando 10 lugares para internamento e outros tantos para ambulatório, anunciou hoje o Governo.
Mulheres são quase duas vezes mais propensas a sofrer de ansiedade dos que os homens, especialmente as mais jovens. Mas uma análise da literatura científica existente sobre o assunto mostra que o problema também é mais comum em quem sofre de doenças crónicas e até mesmo na gravidez.
Seja no escritório, nos transportes públicos, no carro ou mesmo em casa, ficar sentado durante muito tempo pode ser muito prejudicial para a nossa saúde. Ao ponto de ser tão perigoso quanto fumar.

PUBLICIDADE 2